Aleto - CAMPANHA INSTITUCIONAL DEZEMBRO
BRK AMBIENTAL/Campanha: Site Tocantins 2021 -Dezembro/Janeiro
Facebook
25/11/2021 - 10h56m

RODA DE CONVERSA

Pesquisadora da Unitins discute avaliação de alunos no ensino remoto com professores de Araguatins

A diretora de Desenvolvimento e Pesquisa Institucional da Unitins, Arlenes Spada, falou sobre os desafios da avaliação escolar nesse período de retorno dos estudantes para as atividades presenciais e aproximação do encerramento do ano letivo.

Pesquisadora Institucional da Unitins discute avaliação de alunos no ensino remoto com professores de Araguatins (Foto: Divulgação)

Professores da rede municipal de Educação de Araguatins, participaram de uma roda de conversa organizada pelas gestoras das unidades escolares com a participação da diretora de Desenvolvimento e Pesquisa Institucional da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), Arlenes Buzatto Delabary Spada. O evento ocorreu de forma on-line na última sexta-feira, 19, no canal do Youtube da Escola Municipal Professora Nair Duarte. A discussão foi mediada pela professora e cerimonialista Maria Rangel.

Com o tema “Avaliação Escolar: como avaliar meu aluno no ensino remoto”, a discussão se concentrou em torno das alternativas para avaliação dos estudantes após mais de um ano e meio de afastamento das atividades presenciais por causa da pandemia do coronavírus. A ação é mais uma realização fruto da parceria entre o curso de Pedagogia/Câmpus Araguatins e a rede municipal de ensino, uma vez que as unidades de ensino públicas são as que mais absorvem os acadêmicos durante as disciplinas de Estágio Supervisionado.

Durante sua exposição, a pesquisadora institucional da Unitins, que também é doutora em Educação Matemática, destacou os desafios enfrentados pelos professores nesta reta final do ano letivo de 2021, quando eles têm que avaliar os processos pelos quais passaram os estudantes e definir por suas aprovações ou não.

Nenhum de nós vai conseguir recuperar o ano todo agora. Esse é um momento de estratégia. É cansaço, pressão, tudo o que nós temos carregado conosco ao longo desses dois anos. São nossas perdas, que muitas vezes não são só perdas no sentido material, às vezes um pai ou uma mãe perdeu um emprego, são crianças que perderam o pai, perderam a mãe, perderam tios, avós e tudo isso está em um ser que a gente está tentando avaliar, tentando buscar dele todos aqueles conteúdos [que passamos] e isso não vai ser possível. Não é que ele não queira. Estruturalmente, emocionalmente e cognitivamente é impossível nós buscarmos tudo isso agora”, pontuou Arlenes.

O principal ponto de argumentação da professora é de que a avaliação escolar seja baseada na mensuração das habilidades desenvolvidas pelo estudante, que podem ser percebidas por alguns mecanismos, como trilhas de aprendizagem, que podem fornecer uma avaliação diagnóstica da situação do aluno por meio do mapeamento das habilidades que ele desenvolveu.

Em vez de avaliar com uma única prova, um único instrumento, uma avaliação bimestral, de repente, eu posso olhar para o percurso desse aluno no tempo que ele está comigo. Se está comigo presencialmente há um mês, dois ou três meses, desde agosto ou se em todo o período em que estivemos remotos eu consigo perceber o caminho que esse menino percorreu”, destacou. 

Após a exposição, os professores que participavam da live puderam fazer questionamentos e discutir os métodos já utilizados por eles, bem como as alternativas apresentadas durante a apresentação da professora Arlenes Spada. Pelo chat, os profissionais também opinaram sobre a roda de conversa. “Vivemos em tempos diferentes, por isso precisamos nos adequar ao novo”, ressaltou Marluci Neri de Araújo. Em outro comentário, uma participante elogiou a realização do evento on-line. “Parabéns pela iniciativa da discussão coletiva de uma temática tão relevante para o processo de ensino. A professora Arlenes falou de forma alinhada, simples e impactante”, parabenizou Eliene Ferreira da Silva.

A diretora de Pesquisa e Desenvolvimento Institucional, Arlenes Buzatto Delabary Spada, também destacou a importância da abordagem da temática. “É sempre muito importante refletirmos sobre avaliação, sobretudo em um momento como esse, quando é necessário avaliar as habilidades que foram desenvolvidas ao longo desse período pandêmico. Faz-se necessário compreender que talvez existam habilidades não alcançadas e que devem ser mapeadas para que possamos intervir agora, caso haja tempo, ou retomá-las no próximo ano. Os professores estão abertos às novas estratégias que esse momento solicita e também muito bem assessorados pelo corpo diretivo das escolas”, pontuou.

Para a coordenadora de supervisão escolar da Rede Municipal de Educação de Araguatins, Zelina Mendes Bueno Pereira, o assunto discutido durante o evento vai influenciar de forma significativa as práticas educacionais. “Foi um momento riquíssimo que contribuiu e contribuirá com o processo educacional da nossa rede. Os professores gostaram muito, a troca de conhecimentos foi muito interessante, foi uma conversa leve e significativa, e o resultado foi muito positivo”. A discussão continua disponível no YouTube para profissionais que queiram ter acesso ao conteúdo.

A professora que mediou o evento agradeceu aos participantes e destacou: "vamos colocar em prática tudo o que aprendemos aqui, tudo o que buscamos conhecer. Estou muito orgulhosa da minha rede, que perguntou, participou e realmente promoveu uma Roda de Conversa”.

A gravação pode ser acessada por este link.

Deixe seu comentário:

SENAC TO Campanha: SENAC SETEMBRO 2021ClésioClínica AndréAvecomA Fonte das LetrasGPS