Facebook
31/03/2024 - 08h49m

PAULO MACEDO

CACHOEIRINHA: Prefeito antecipa o pagamento do próprio salário em pelo menos 20 dias

Por Bico 24 Horas

Enquanto muitos municípios optam por antecipar os pagamentos dos servidores, o prefeito Paulo Macedo escolheu antecipar apenas o seu próprio salário.

Ex-aliados Neto Pires e Edivaldo Gomes com o prefeito Paulo Macedo (Foto: Divulgação)

O prefeito de Cachoeirinha, Paulo Macedo Damacena, em seu último ano de mandato, decidiu adotar uma medida inusitada: antecipar o pagamento do próprio salário em pelo menos 20 dias.

O gesto, que poderia passar despercebido em meio às rotinas administrativas, chamou a atenção por seu timing peculiar. Enquanto muitos municípios optam por antecipar os pagamentos dos servidores, o prefeito Paulo Macedo escolheu antecipar apenas o seu próprio salário, que atualmente é de R$ 10 mil reais.

A movimentação financeira registrada no portal da transparência do município, revela que o pagamento referente ao mês de Janeiro do prefeito foi efetuado no dia 09 de Fevereiro do corrente ano. O mês seguinte seguiu a mesma linha, com o pagamento realizado em 08 de Março. E para surpresa de muitos, o pagamento deste mês de Março foi antecipado em pelo menos 20 dias, sendo creditado na conta do prefeito no último dia 20.

Essa decisão não passou despercebida pela população, que questiona o motivo por trás dessa antecipação tão precoce. Alguns levantam a possibilidade de o prefeito estar enfrentando dificuldades financeiras pessoais, já que receber um novo salário apenas 12 dias após o último pagamento levanta suspeitas sobre sua situação econômica.

Paulo Macedo Damacena está em seu segundo mandato como prefeito de Cachoeirinha e, até recentemente, geria o município com certa tranquilidade. No entanto, nos últimos meses, enfrentou um rompimento com pelo menos cinco vereadores que faziam parte de sua base de apoio, resultando em uma minoria na câmara municipal.

O motivo desse rompimento remonta à escolha do sucessor político do prefeito. Inicialmente, Paulo havia indicado o vereador e atual presidente da câmara, Edivaldo Gomes, como seu sucessor nas eleições deste ano, contando com o apoio dos demais vereadores. No entanto, uma reviravolta ocorreu quando o prefeito mudou de ideia e lançou um empresário local como candidato, alguém que presta serviços à prefeitura.

Esse cenário político complicado se agrava considerando que o Tribunal de Contas do Estado do Tocantins (TCE-TO) reprovou as contas de 2020 e 2021 do prefeito Paulo Macedo Damacena. Com essas contas agora nas mãos dos atuais camaristas, e com a minoria na câmara, a situação política do prefeito tende a se tornar ainda mais desafiadora.

Deixe seu comentário:

BRK Campanha: Sites Tocantins 2024 - JANEIROClésioAvecomGPS