Facebook
14/05/2024 - 14h11m

E VALORIZAÇÃO CULTURAL

ARAGUATINS: Acadêmicos de Pedagogia da Unitins realizam atividades lúdicas de incentivo à leitura

Por Bico 24 Horas

44 discentes participaram das ações de curricularização fortalecendo a integração entre universidade e sociedade.

Atividades de incentivo à leitura e valorização cultural são desenvolvidas com alunos da educação básica (Foto: Quezia Alencar)

Acadêmicos do 1º e 5º períodos do curso de Pedagogia da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) Câmpus Araguatins realizaram na última quinta-feira, 9, uma manhã de atividades e dinâmicas com alunos do ensino fundamental I na Escola Municipal de Tempo Integral Profª Nair Duarte. 

Como parte integrante da disciplina "Política das Relações Étnico-raciais, Afro-brasileira, Africana e Indígena", coordenada pela professora mestre Ana Maria Freitas, os acadêmicos do 1º período desenvolveram uma série de atividades lúdicas e festivas para celebrar as culturas estudadas. Essas atividades incluíram jogos e brincadeiras, buscando valorizar e respeitar as pluralidades étnico-culturais.

Já os acadêmicos do 5º período, como parte das atividades da disciplina de extensão "Literatura Infantojuvenil", sob orientação da professora mestre Rosana Quadros, conduziram a ação "Eu conto, tu contas e ele conta". Nessa iniciativa, os alunos colocaram em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula, enfatizando a importância da leitura e da narrativa na formação educacional das crianças.

No total, 44 acadêmicos se envolveram na ação, dividindo-se em grupos para atender os alunos do 1º ao 5º ano, distribuídos em 12 turmas. Durante a manhã, as crianças desfrutaram de atividades como contação de histórias, teatro, danças e produção de brinquedos, proporcionando-lhes uma experiência enriquecedora e divertida. Além disso, tiveram a oportunidade de aprender mais sobre as ricas culturas afro-indígenas, promovendo assim a valorização da diversidade e o respeito às diferenças.

A dinâmica dado literário incentiva a imaginação e a criação de histórias (Foto: Quezia Alencar)

A acadêmica do 5º período de Pedagogia Maria Aparecida trabalhou com os alunos do 1º ano a história “Menina bonita do laço de fita”. “Trabalhamos com essa história as questões étnicos-raciais e a importância do respeito às diferenças, o que é muito importante trabalhar no dia a dia, na sala de aula”, aponta.

Para a professora do 1º ano Maria Aldeneide, a atuação dos acadêmicos foi extremamente positiva. “Eu achei maravilhosa a forma que ela contou a história para a turma. O trabalho dela foi bem dinâmico, bem feito e bem desenvolvido, principalmente na hora das perguntas. Os alunos participaram ativamente, demonstrando segurança, o que indica um trabalho bem-sucedido. Esta parceria é muito valiosa e nos proporciona uma abordagem diferenciada para compartilhar essas experiências", afirma.

O acadêmico do 1º período de Pedagogia André de Sousa conduziu atividades e dinâmicas sobre a cultura indígena para a turma do 5º ano. "Ficamos muito felizes com os resultados, pois os alunos ficaram bastante animados. Explicamos sobre os povos indígenas, sua cultura, alimentos típicos e modo de vida. Ao final, confeccionamos com eles uma peteca tradicional feita com penas de animais".

Cultura afro-brasileira e indígena é trabalhada com alunos do 5º ano (Foto: Quezia Alencar)

Para a diretora da Escola Municipal de Tempo Integral Profª Nair Duarte, Diana Barbosa, a parceria entre Unitins e comunidade escolar é essencial para o desenvolvimento educacional. “Para a nossa escola é um motivo de grande alegria porque envolve a comunidade escolar e acadêmica. É extremamente importante esse laço e essa ponte que se faz entre os futuros profissionais e quem já está na escola. Esse projeto é muito interessante, trabalhar a literatura com os alunos, já estende também a nossa proposta, então é um complemento, ficamos felizes quando a necessidade da escola e se complementa com a necessidade da universidade. As nossas portas estão sempre abertas, quanto mais esticarmos essa ponte, melhor é a qualidade dos profissionais que vamos exportar para a nossa cidade e para além dela”, destaca a profissional.

A professora Rosana Quadros conta que a ação foi planejada em sala de aula com a participação ativa das 15 acadêmicas. “Elas planejaram e desenvolveram uma atividade para as turmas trabalhadas, com o nosso objetivo maior, que é a questão do incentivo à leitura, a formação de leitores. E essa é uma prática muito interessante, que traz o acadêmico para o convívio com a sala de aula e o contato com a comunidade externa. E por ser uma disciplina de curricularização, o nosso acadêmico, ele é o nosso protagonista”, destaca a docente.

Acadêmicos esbajam criatividade para inserir atividades pedagógicas nas ações curriculares (Foto: Quezia Alencar)

Trabalhando a temática de jogos e brincadeiras da cultura afro-brasileira e indígena, a professora Ana Maria Freitas conta que toda a atividade foi pensada pelos acadêmicos, desde a organização às temáticas abordadas. “O diferencial dessa atividade é que os discentes apresentaram primeiro o contexto histórico, antes de trabalhar a ludicidade dentro dessa dinâmica, eles trabalharam o porquê das brincadeiras e o impacto e a influência para essas novas gerações. Foi muito marcante também o envolvimento dos alunos da escola. Foi uma ação de sucesso, eles conseguiram desde confeccionar o material com as crianças a produzir textos, ensinar brincadeiras, fazer essa interação sobre a cultura afro-brasileira e indígena no contexto atual, trazer essas culturas para essa realidade, para a aproximação, para a formação do povo brasileiro”, afirma.

As atividades de curricularização promovem a integração entre a sociedade e a Universidade, proporcionando um desenvolvimento integral dos estudantes desde os primeiros períodos. "Nossas iniciativas de curricularização abrangem atividades de extensão e práticas com a comunidade, permitindo que os acadêmicos comecem a vivenciar e aprender sobre as práticas em sala de aula desde os primeiros períodos. Parabenizo a todos pelo sucesso dessas atividades!", afirma  a coordenadora do curso de Pedagogia, Miliana Sampaio.

Confira mais fotos das ações

Alunos realizam atividades de desenvolvimento da leitura (Foto: Quezia Alencar)

Estudantes participantes da ação curricular com os acadêmicos do 5º período (Foto: Quezia Alencar)

Alunos do 1º ano participaram de atividade de incentivo à leitura e reflexão sobre questões étnicos-raciais (Foto: Quezia Alencar)

Estudantes confeccionam petecas, brinquedo tradiciona da cultura indígena (Foto: Quezia Alencar)

Crianças aprendem danças típicas das culturas afro-brasileiras e indígenas (Foto: Quezia Alencar)

Deixe seu comentário:

BRK Campanha: Sites Tocantins 2024 - JANEIROClésioAvecomGPS