ENERGISA   Campanha: SEGURANÇA ABRADEE
Facebook
31/07/2019 - 11h15m

INVESTIMENTOS NA INFRAESTRUTURA FÍSICA

Obras, aparelhamento e repasses para manutenção das escolas beneficiam estudantes e servidores da rede estadual de Araguatins

Redação

Investimentos visam garantir a qualidade do ensino ofertado aos mais de 148 mil alunos da rede estadual (Foto: Marcio Vieira)

Para garantir as condições adequadas ao processo de ensino e aprendizagem, a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) vem ampliando os investimentos na infraestrutura física das escolas estaduais. Só nos seis primeiros meses de 2019, o Governo do Estado já entregou obras de nove escolas e outras 46 estão em andamento. Juntas, as ampliações, construções e reformas somam mais de R$ 23,5 milhões. As obras concluídas no primeiro semestre de 2019, beneficiaram as comunidades escolares de Araguatins, Oliveira de Fátima, Porto Nacional, Araguaína, Gurupi, Araguaçu e Colinas.

As obras entregues incluíram construções de salas de aula e refeitórios, instalação de transformadores de energia, além de reformas de diversos espaços das unidades de ensino. Para estas melhorias nas escolas, o governo do Estado destinou recursos da ordem de R$ 2,3 milhões.

A secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes, Adriana Aguiar, destacou o empenho da gestão estadual em investir na reestruturação das unidades de ensino do Tocantins. “Uma educação de qualidade passa também pela estrutura física das escolas. Como professora, compreendo bem as necessidades da sala de aula. E investimentos em melhorias físicas das escolas, além da formação de professores, contribuem profundamente para o fortalecimento da educação como um todo”, enfatizou a gestora.

Ao todo, a rede estadual conta com 499 escolas que oferecem ensino básico regular, integral, educação indígena, educação especial e Educação de Jovens e Adultos (EJA) nos 139 municípios tocantinenses. As benfeitorias realizadas nas escolas favorecem alunos, professores e equipes técnicas das unidades de ensino, que podem contar com um ambiente melhorado para estudar e trabalhar.

Na atual gestão, o número de vagas nos Colégios da Polícia Militar foi ampliado com a implantação de cinco novas unidades de ensino em Augustinópolis, Porto Nacional, Guaraí, Gurupi e Colinas. Do total de escolas da rede estadual, 11 são unidades de ensino implantadas em parceria com a Polícia Militar que atendem atualmente a mais de sete mil estudantes em todo o Tocantins.

Obras em Andamento

Outras 46 obras em escolas estão em andamento em 17 municípios tocantinenses. São mais de R$ 21 milhões em recursos destinados à melhoria da infraestrutura da rede estadual de ensino. Dentre as escolas ampliadas está o Colégio Estadual Nossa Senhora da Providência, em Miranorte. Inaugurado em 1978, o prédio está passando por sua segunda reforma em mais de 40 anos.

A reforma inclui toda a estrutura da escola, a readequação de espaços, paisagismo e pintura. Cerca de R$ 328 mil foram destinados para a obra. Os alunos e as famílias estão ansiosos pela conclusão, prevista para o segundo semestre deste ano.

Esperávamos por essa reforma há muito tempo, e estamos muito felizes que ela esteja acontecendo. Estive no local e está ficando realmente como queríamos, um ambiente adequado para que os nossos filhos aprendam e cresçam, porque acredito que escola é a segunda casa deles”, relatou Adelita Dias Ribeiro, mãe dos alunos Vitor Daniel e Adelaine Ribeiro dos Santos, que estudam, respectivamente, o 6º e 7º ano do ensino fundamental.

Além disso, está em fase de licitação a retomada das obras de construção de um prédio padrão escolar Ministério da Educação e Cultura (MEC,) também em Miranorte. O projeto contempla oito salas de aula, construção de guarita, central de gás (GLP), passarelas cobertas e paisagismo interno.

Refeitórios sustentáveis

Projeto dos refeitórios sustentáveis prevê energia solar e reaproveitamento de água para a limpeza (Foto: Seduc)

A Seduc trouxe também, neste primeiro semestre de 2019, a proposta de modernização dos ambientes escolares, utilizando a tecnologia a favor da sustentabilidade. As mudanças começam já no próximo semestre, iniciando pelo projeto dos Refeitórios Sustentáveis. O novo modelo será climatizado e contará com sistemas ecologicamente corretos, como o uso de energia solar e o reaproveitamento da água dos aparelhos de ar-condicionado para a limpeza da escola.

O investimento inicial de R$ 15 milhões deverá ser aplicado na implementação desse modelo de refeitório em dez das 22 unidades da Escola Jovem em Ação, bem como na implantação de benfeitorias como placas de energia solar e sistemas de reaproveitamento de água em outras unidades de ensino que estão passando por levantamento de necessidade.

O recurso é destinado pelo Governo Federal para a adequação das escolas incluídas no programa de fomento do ensino médio integral que, no Tocantins, foi batizado de Escola Jovem em Ação. Com a utilização dos sistemas sustentáveis, a previsão da Seduc é que cada escola economize cerca de R$ 2.500,00 mensais. Em um ano, serão aproximadamente R$ 30 mil de economia por escola.

Novas obras

Os canteiros de obras nas escolas não param. Além das já finalizadas e das que estão em andamento, o governo do Estado vem autorizando novas construções, como a do Colégio Estadual Professora Joana Batista Cordeiro, de Arraias. A ordem de serviço foi assinada no final de junho para a construção da quadra esportiva, reforma geral da parte elétrica, pintura e serviços de urbanização e a construção de um refeitório padrão. Os investimentos somam mais de R$ 1,3 milhão.

O prédio da escola é da década de 1950 e segundo o diretor regional de Educação de Arraias, Leonardo Victor dos Santos, a obra é aguardada há muito tempo pelos moradores da cidade. “Com certeza, a construção dessa quadra coberta e a reforma vão atender às expectativas da população, motivar muito os nossos alunos e mexer com a autoestima da nossa comunidade escolar local”, frisou.

Aparelhamento das unidades escolares

Além das obras a todo vapor, neste primeiro semestre de 2019, o governo do Estado também investiu no aparelhamento das escolas da rede estadual. O valor destinado às unidades de ensino das 13 Diretorias Regionais de Educação (DREs) foi de mais de R$ 2,7 milhões.

As escolas foram contempladas com mais de 4.500 carteiras e conjuntos de mesa e cadeira para professor, cerca de 300 conjuntos de refeitório, exaustores, geladeiras, aparelhos de ar-condicionado, ventiladores, armários, longarinas e outros mobiliários e equipamentos.

Transporte e Alimentação Escolar

Para garantir a universalização do acesso à Educação, o governo do Estado destinou ao transporte escolar dos estudantes da educação básica pública mais de R$ 30,3 milhões neste primeiro semestre. O recurso atendeu a alunos em todos os municípios do Tocantins, incluindo comunidades indígenas e quilombolas. Mais de 68 mil estudantes foram transportados até junho deste ano. Destes, 29 mil são da rede estadual e 39 mil das redes municipais.

Alimentação de alunos em unidade de ensino da rede estadual (Foto: Elias Oliveira)

O governo também garantiu os repasses referentes à alimentação escolar dos mais de 160 mil estudantes da rede estadual. Para manter a qualidade das refeições servidas aos educandos das unidades de ensino, nas 139 cidades tocantinenses, a Seduc repassou mais de R$ 16,8 milhões só nos primeiros seis meses de 2019.

Gestão

Visando assegurar a progressiva autonomia administrativa e financeira das unidades escolares, o Estado ainda destinou um montante significativo ao Programa Escola Comunitária de Gestão Compartilhada. Neste ano, as 499 escolas da rede estadual de ensino foram beneficiadas pela ação e receberam R$ 22,4 milhões.

Conforme a titular da Seduc, todos esses investimentos demonstram o compromisso do governo estadual em oferecer a constante melhoria na qualidade da Educação. “Este é um esforço e uma prioridade da atual gestão, para que nossos alunos tenham uma aprendizagem cada vez melhor, e os nossos profissionais tenham as condições adequadas para ensinar. Estamos trabalhando para que o Tocantins tenha uma educação pública de excelência”, enfatizou Adriana Aguiar.

Deixe seu comentário:

senacGPSWRFarcomShop do BicoSucesso FMBAUVereador Professor Júnior GeoWELLBlog do Felipe de Sá