Facebook
18/12/2018 - 18h13m

DECISÃO

Escândalo do Lixo Hospitalar; Tribunal de Justiça revoga prisão do pai e do irmão do deputado Olyntho Neto

Redação

O pai e o irmão do deputado Olyntho Neto chegaram a ser presos, mas foram liberados dias depois

A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça manteve por unanimidade a decisão para que o ex-juiz eleitoral João Olinto, o filho dele, Luiz Olinto, e as duas sócias da empresa Sancil Sanantonio respondam ao processo por crime ambiental em liberdade. O TJ também revogou as medidas cautelares que limitavam que os investigados se comunicassem, entre outras proibições. Os quatro são investigados pela Polícia Civil no escândalo do lixo hospitalar encontrado em um galpão no distrito agroindustrial de Araguaína.

João Olinto, é pai do deputado estadual Olyntho Neto (PSDB), e Luiz Olinto é irmão do deputado. Os dois estavam em liberdade desde o final de novembro, quando conseguiram liminares para responder ao processo em liberdade. Com o julgamento dos habeas corpus nesta terça-feira (18) as prisões preventivas foram totalmente revogadas.

Durante o julgamento, o presidente da 1ª Câmara Criminal, desembargador Ronaldo Eurípedes, citou o caso da barragem de Mariana. Segundo ele, os danos ao meio ambiente naquele caso foram maiores, inclusive com mortes, e mesmo assim não houve prisões.

O voto pela liberdade do ex-juiz eleitoral, que foi tomado como base para os demais, apontou que João Olinto tem comparecido a todos os atos processuais, além de terem endereço, emprego fixo e família em Araguaína.

Deixe seu comentário:

Cabaré do BregaBlack Friday GPSWRGPS OABFarcomShop do BicoSucesso FMBAUVereador Professor Júnior GeoGPSWELL