ENERGISA   Campanha: SEGURANÇA ABRADEE
Facebook
14/03/2019 - 10h56m

SAÚDE

Entregue há dois anos, UPA de Augustinópolis segue sem previsão de funcionamento

Unidade está parada desde sua inauguração (Foto: Divulgação)

Há dois anos com a estrutura pronta e entregue a Unidade de Pronto Atendimento em Augustinópolis, ainda não tem data para funcionar. Conforme o secretário de saúde do município, Gedeão Alves Filho, a gestão não tem verba para colocar a unidade em funcionamento.

A portaria prevê que as UPAs tenham verbas divididas, sendo 50% da união e os demais entre estado e município. O problema é que o valor apresentado no documento de liberação prevista para a unidade é de R$ 200 mil - R$ 100 mil vindos do Ministério da Saúde e R$ 50 mil do município e do Estado -, mas em nossas pesquisas vimos que o valor para que ela funcione corretamente é muito superior a isso”, explica.

Segundo o gestor, quando a construção da unidade foi liberada havia uma parceria que a UPA atenderia ao menos oito municípios da região. “As portarias do Ministério da Saúde prevêem que essas unidades devem ser construídas em cidades com 50 mil habitantes, o que não é nossa realidade, por isso foi feito um acordo com as cidades vizinhas”, relata.

Entretanto, em uma reunião há cerca de 30 dias entre as gestões de Augustinópolis e das demais cidades, novamente ficou visível que nenhuma delas, mesmo juntas, conseguiria arcar com as despesas.  “Fomos a vários municípios desde Porto Nacional até cidades do Maranhão, e todas têm custos que chegam até R$ 600 mil”, relata.

Devido a essa realidade, o prédio e muitos equipamentos estão parados desde o início de 2017, quando o prédio foi entregue a gestão municipal.

O secretário ainda informou que, inclusive, está organizando material para apresentar aos órgãos de fiscalização, Ministério Público Estadual (MPE) e Defensoria Pública Estadual (DPE), que cobraram o porquê para a unidade não está em funcionamento. (Jornal do Tocantins)

Deixe seu comentário:

3 Comentário(s)

  • adão jusselino de lisboa | 15/03/2019 | 18:02 como morador deste Municipio e ainda dependente deste sistema de saúde, não vejo o que reclamar da administração, pelo menos neste caso porem tenho conciencia de os recursos são realmente deficeis de conseguir
  • Valdeir | 15/03/2019 | 17:01 Eh zé eduardo! Roubaram a UPA do município de Araguatins, agora a capital do bico com a upa sem funcionar e o hospital regional funcionando precariamente, dane-se o povo né! E os políticos usufruindo das regalias do Hospital Israelita Albert Einstein, tratamento provavelmente pago com recursos públicos.
  • Delvani Souza de Paula | 14/03/2019 | 11:08 Como a UPA de Tocantinópolis funciona? Me parece que o dinheiro tb não é muito.
senacGPSWRFarcomShop do BicoSucesso FMBAUVereador Professor Júnior GeoWELLBlog do Felipe de Sá