ENERGISA campanha : WEB BANNER -PRESENÇA DIGITAL - PREMIO IASC
Facebook
04/09/2018 - 10h35m

ENERGISA

Colinas recebe investimento de R$ 11,7 milhões na rede elétrica

Comunicação Energisa - ETO

Os clientes da Energisa em Colinas do Tocantins estão sendo beneficiados com obras de melhoria e modernização da rede de distribuição que somam mais de R$ 11,7 milhões. Esses investimentos, que reúnem ações realizadas em 2017 e 2018, contemplam a ampliação da Subestação de Colinas, obras de expansão e instalação de religadores telecomandados, o que reduzirá as oscilações de energia, aumenta a carga para ligar novos clientes e ainda mais rapidez na recomposição do serviço em caso de falta de energia elétrica. Permitindo assim a melhor qualidade do fornecimento de energia.

Guilherme Damiance, gerente de Operações da Energisa, destaca que os investimentos proporcionam um serviço de maior qualidade, trazendo bem-estar e conforto para clientes de Colinas e região. “A subestação e todas as outras obras de melhorias contemplam a instalação de equipamentos modernos, capazes de detectar defeitos na rede, isolar e fazer manobras de carga de maneira automatizada e inteligente, reduzindo os impactos dessas ocorrências para os clientes, ou seja, o cliente terá o serviço restabelecido mais rápido.”

Com a modernização, o sistema elétrico da região está mais robusto para enfrentar o período chuvoso. No Tocantins, o início de chuvas costuma vir acompanhado de tempestades com ventos fortes e alta incidência de raios. Nestes casos, o sistema de proteção na rede garante a segurança da população e evita que os efeitos dos raios tragam danos para o cliente. “Quando o raio cai na rede, ela desliga automaticamente e depois religa após os procedimentos de segurança. Isso é a atuação do sistema de proteção, evitando danos”, explica Damiance.

Segundo ele, as primeiras chuvas já estão acontecendo e a força dos ventos têm derrubado árvores e causado danos à rede de energia, o que dificulta o trabalho em alguns locais. “Nestes casos mais complexos, muitas vezes temos que reconstruir redes, o que demanda mais tempo”, ressalta Damiance.

Na última semana, uma tempestade com ventos de até 85 km/h atingiu Colinas e região. Os ventos arrancaram árvores, lançando objetos e galhos sobre a rede de energia. Com isso foram derrubados postes e registrados o rompimento de cabos. Ao todo, 495 clientes ficaram sem energia. “As condições foram muito severas, principalmente da zona rural de Colinas e cidades vizinhas, mas conseguimos atender e restabelecer o serviço no menor tempo possível. O atendimento na zona rural foi um pouco mais demorado em função das dificuldades de acesso”, concluiu o gerente de Operações.

Energisa alerta para segurança

A Energisa orienta que os clientes mantenham distância de cabos rompidos ou outras estruturas danificadas da rede e peçam ajuda ao Corpo de Bombeiros (193) e à empresa pelo 0800 721 3330. Chegando ao local, a concessionária isolará a área de risco e adotará as medidas de segurança necessárias.

A Energisa reforça os cuidados que a população deve tomar em caso de tempestades:

• Retire todos os aparelhos eletroeletrônicos das tomadas

• Não use telefone com linha durante a tempestade com raios

• Evite ficar próximo de estruturas altas como torres de telefone ou de energia elétrica

• Não fique próximo a tomadas, janelas e portas metálicas

• Jamais se aproxime de fios partidos ou caídos, nem toque em pessoas ou objetos que estejam em contato com a rede elétrica

• Afaste-se de campos abertos

• Evite contato com cercas de arame farpado ou metálicas, elas podem não estar seccionadas nem aterradas. Em caso de descarga elétrica ou cabo partido, o contato pode ser fatal

• Não se abrigue embaixo de árvores

• Permaneça dentro do carro, pois ele garante isolação em caso de descargas atmosféricas

• Não entre dentro de rios, córregos, lagoas, entre outros

• Não utilize chuveiro ou torneira elétrica (secador, chapinha etc)

• Desligue os fios de antena dos aparelhos

Deixe seu comentário:

GPSWRFarcomShop do BicoSucesso FMBAUVereador Professor Júnior GeoWELLBlog do Felipe de Sá