ISQP  Variação de Consumo
Facebook
08/04/2014 - 12h50m

Secretaria de Saúde confirma que bebê indígena morreu vítima do H1N1, em Marabá

Redação

A Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa) confirmou nesta terça-feira (8) que o bebê da etnia Xikrin, que morreu no último domingo (6) no Hospital Regional de Marabá, teve a morte provocada pelo vírus H1N1. A criança, de 1 ano e 3 meses de vida, não estava vacinada e ficou sete dias internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da ala pediátrica do hospital.

Ainda segundo a Sespa, outra criança, de 10 meses e também da tribo Xikrin, está internada no hospital Yutaka Takeda, em Parauapebas, com diagnóstico positivo para H1N1 e também sem histórico de vacina contra a gripe. O o estado de saúde do bebê é considerado estável e vem sendo medicado e acompanhado pelos profissionais do hospital.

O Departamento de Epidemiologia da Sespa também informa que irá solicitar ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde a antecipação da campanha de vacinação contra a gripe, que começaria somente no próximo dia 22 de abril, para as aldeias indígenas no Pará.

A demora na busca por tratamento é uma das principais causas da evolução do vírus, cujos sintomas já foram identificados em outros nove moradores da aldeia Kateté, de acordo com informações da Sespa.

Os índigenas estão entre os grupos de risco que precisam de vacina contra o H1N1, assim como idosos, gestantes e crianças entre 6 meses e 5 anos de idade.

Deixe seu comentário:

GPSFarcomVereador Professor Júnior GeoGPSSucesso FMBAU(REDE SOCIAL - PORTAL MUSIC)WELLBlog do Felipe de Sá