campanha: NOVO JEITO DE FAZER
Facebook
12/08/2017 - 21h49m

AGENDA NO BICO

Kátia Abreu participa de encontro com mulheres e da inauguração do Centro Vocacional Tecnológico de Augustinópolis

Com informações da Assessoria de Imprensa da Senadora Kátia Abreu

Mais de 250 mulheres, dentre produtoras e trabalhadoras rurais de Augustinópolis e das cidades circunvizinhas participaram do Encontro das Rosas do Campo, onde a presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Tocantins (Faet), senadora Kátia Abreu contou sua trajetória de vida, durante palestra. O evento ocorreu no decorrer da última sexta-feira, 11, no parque de exposição de Augustinópolis. Kátia também participou da inauguração do Centro Vocacional Tecnológico, construindo naquele município.

O Encontro das Rosas do Campo foi realizado pelo Sebrae/TO com o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/TO), Prefeitura e Sindicato Rural de Augustinópolis.

Palestra

Convidada para contar sua história de vida, Kátia Abreu falou sobre sua infância simples, o início da sua carreira profissional como professora aos 15 anos, até sua ascensão ao Senado Federal. Enfatizou em vários momentos as dificuldades enfrentadas, as incertezas, mas também sua fé em Deus, que segunda ela foi a responsável para levantá-la e fazê-la seguir em frente.

“O sucesso a gente não terceiriza, ele está em nossas mãos, depende de nós da nossa força de vontade, da nossa coragem e da nossa determinação. Não é centralizar, mas nós não podemos entregar nossa cruz para os outros. É claro que todos nós precisamos de ajuda, eu tive ajuda e contei com muitas parcerias para chegar até aqui, mas os meus problemas são meus e soube enfrentá-los com obstinação e muita determinação”, relatou a senadora.

Kátia ressaltou que todo projeto precisa ter começo, meio e fim, independente de se obter sucesso ou não com ele. “Nós precisamos planejar, traçar metas e executar, ter força de vontade e coragem para lutar pelos seus sonhos, seja qual for o resultado no final. Pra onde eu vou meu sentimento é de urgência, morosidade e falta de pressa me irritam. Meu negócio é eleger prioridades e fazer”, incentivou a presidente da Faet.

A trabalhadora rural, Maria Alves da Silva ficou encantada com a história da senadora. “É uma história muito bonita a gente nem imagina as dificuldades que ela passou. Saber que ela também passou por problemas iguais aos que passamos hoje nos motiva a continuar lutando”, disse.

Já a vendedora Silvânia Pereira de Souza Silva disse que se emocionou ao ouvir a senadora falar das dificuldades que enfrentou ao ficar viúva e criar seus três filhos. “Eu também fiquei viúva com dois filhos e não foi fácil criar meus filhos sozinha. É preciso ter coragem mesmo e muita força de vontade para enfrentar os problemas diários”, relatou.

Centro Vocacional de Tecnologia

A senadora Kátia Abreu ainda participou da inauguração do Centro Vocacional Tecnológico (CVT), em Augustinópolis. No local será treinada mão de obra para trabalhar na área de confecção.

“O CVT é o início para a instalação de um grande polo de confecção, com a parceria do Sebrae, do Senar, da Prefeitura e de quem mais desejar se unir a nós para transformar a região do Bico do Papagaio e a vida das pessoas. É um espaço não só para treinar e aperfeiçoar mãos de obras, mas para ajudar pequenas confecções que não têm condições de possuir tecnologia para produzir em grande escala”, defendeu Kátia Abreu.

Segundo a senadora, será realizado um levantamento para descobrir a quantidade de micros e pequenas empresas da área existem na região, e em quais situações encontram-se para depois desenvolver um trabalho junto a elas.

A obra teve início na gestão da ex-prefeita Deijanira de Oliveira Pereira e foi concluída pelo atual prefeito Júlio da Silva Oliveira, que agradeceu e parabenizou a senadora por ter destinado o recurso de emenda parlamentar para a instalação do CVT. “Nós estamos muito felizes por inaugurar essa obra tão importante para o aquecimento da nossa economia local e regional. Agradecemos a senadora pela emenda e estamos orgulhosos de ter concluído essa obra”, frisou.

Para a construção do Centro Vocacional Tecnológico João Teodoro da Silva, foi destinado R$ 1 milhão, sendo que este valor está incluso também a aquisição dos equipamentos, que segundo o prefeito Júlio estão sendo licitados.

Homenagem

Em homenagem ao tradicional e pioneiro João Teodoro da Silva falecido em um acidente automobilístico, a Prefeitura decretou o nome do CVT de João Teodoro da Silva. A família de Teodoro participou da cerimônia de inauguração.

Deixe seu comentário:

jrFesta Augustinópolisrocha alGPSarmazém paraíbavalériaBAUSucesso FMDudu a Fora