ENERGISA campanha : WEB BANNER -PRESENÇA DIGITAL - PREMIO IASC
Facebook
10/03/2019 - 17h36m

CADÊ O MINISTÉRIO PÚBLICO?

Saiba quem você paga para trabalhar para o deputado Amélio Cayres

Ex-prefeito de Esperantina e reeleito em 2000, Amélio Cayres (SD) elegeu-se deputado estadual em 2006 e tem sido reeleito ao longo desses anos: assumiu agora o quarto mandato consecutivo com os 22.980 votos obtidos em 2018, o quarto mais votado entre os 24 eleitos.

Em fevereiro ele contava com 56 servidores no gabinete. Como todo parlamentar, Cayres tem 50 cargos, 48 cargos de assessores parlamentares, mais um de assessoria de comunicação e uma chefia de gabinete. Pela regra da casa, cada estadual tem 79% da verba de gabinete de um deputado federal, hoje de R$ 111,6 mil, para usar em cargos comissionados. Desse, nomeou 47.

Os outros estão em exercício nas comissões permanentes. O deputado é titular da Comissão De Finanças, Tributação, Fiscalização e Controle Reuniões e suplente em pelo menos mais três. Em fevereiro, a folha do gabinete ficou em R$ 196.649.

Políticos no gabinete

Há pelo menos dez políticos nomeados no gabinete de Cayres, candidatos que disputaram eleições nos últimos dez anos e não se elegeram. Um deles é o chefe de gabinete, Irisfran de Sousa Pereira, 37, que disputou a prefeitura de Sítio Novo, pelo PV, em 2016 e não se elegeu. Ele também disputou para vereador em 2008 em Sítio Novo. Como chefe de gabinete tem salário bruto de R$ 6.142.

Dois tentaram ser vice-prefeitos

A candidata a vice-prefeita na mesma eleição que o chefe de Gabinete, Maria Soares de Freitas, 45, também aparece nomeada. É assessora (AP-16) com salário de R$ 2.398,00. Outro candidato a vice, Francisco Delmiro de Sousa, disputou em 2012 em Guaraí. Ele é AP-10 com salário de R$ 3.200,00.

Quase legisladores

Outros candidatos fracassados a vereador nomeados no gabinete dele são Francisco Negreiros Silva, 51 - disputou a vereança em 2008 em Aguiarnópolis, e é assessor (AP-16) com salário de R$ 2.398,00; Suelene Marinho, 36, que disputou a Câmara de Itaguatins em 2008 e recebe R$ 3,8 mil (AP-07); Necy Rodrigues, 72 anos, que tentou ser vereador em Paraíso, em 2012 e aparece como AP-16 e salário de R$ 2.398. Também aparece Fábio Oliveira, vigilante que tentou se eleger vereador em Porto Nacional em 2016, pelo PMN e agora é AP-07 com R$ 3.800. (Lailton Costa/Jornal do Tocantins)

Deixe seu comentário:

2 Comentário(s)

  • Amanda | 11/03/2019 | 12:41 Olha aí Bico do Papagaio, isso serve para vcs enxergar e não apoiar esses nomes mais nunca. E parece que o deputado dá é dinheiro para a justiça do Tocantins. Se não era já para está é preso. Mas deixa ele, esses dias se livrou da morte após um acidente.
  • Nilton Lima de Morais | 10/03/2019 | 17:46 Um vergonha para todos nós, que não temos benefícios como , saúde, saneamento básico, creches. Etc
GPSWRFarcomShop do BicoSucesso FMBAUVereador Professor Júnior GeoWELLBlog do Felipe de Sá