Facebook
13/06/2019 - 16h51m

FORMAÇÃO

Projeto leva acadêmicos do IFTO de Araguatins ao Parque Estadual Serra das Andorinhas para estudar os aspectos ambientais, políticos e socioculturais

Ciente que a formação de licenciados exige muito mais que transmissão de conteúdo em sala de aula, a unidade Araguatins, do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), promoveu uma visita dos seus acadêmicos de Licenciatura em Ciências Biológicas ao Parque Estadual da Serra das Andorinhas e a Vila Santa Cruz dos Martírios, localizada na Área de Preservação Ambiental (APA), no município de São Geraldo do Araguaia-PA, no período de 6 a 8 de junho.

A visita faz parte de um projeto executados pelos docentes: Alessandro Oliveira Silva, Janaina Costa e Silva, Lucinalva Ferreira, Quitéria Costa de Alcântara Oliveira e Darcy Alves do Bomfim. A iniciativa tem como objetivo compreender e analisar os aspectos históricos, políticos, econômicos, socioculturais e ambientais da Região do Parque Estadual Serra das Andorinhas e entorno e seus impactos na vida da população daquela localidade.

Nesse sentindo, durante a visita os estudantes foram orientados a fazerem anotações a respeito de suas percepções sobre as questões ambientais, políticos e socioculturais da região, tendo como foco principal o movimento denominado Guerrilha do Araguaia, ocorrido na Região na década de 70.

Os resultados dos levantamentos realizados pelos acadêmicos serão apresentados no dia 26 de junho, na Mostra Pedagógica e Interdisciplinar. Na ocasião, os acadêmicos farão apresentação das atividades desenvolvidas, constando relatos de experiências, pôsteres, fotos, vídeos, depoimentos e mostras em gerais.

Partindo-se das premissas que a visita técnica é uma ferramenta imprescindível na construção do conhecimento, pois, além de permitir ao aluno o contato com a aplicação prática dos conteúdos aprendidos em sala de aula, o professor passa a ser um orientador pedagógico e ambos se tornam protagonistas, espera-se que através dessa metodologia participativa possamos contribuir com a formação da identidade ética e humanística dos futuros docentes”, enfatizou a professora Quitéria Costa de Alcântara Oliveira.

Deixe seu comentário:


senacGPSWRFarcomShop do BicoSucesso FMBAUVereador Professor Júnior GeoWELLBlog do Felipe de Sá