Fenepalmas
BRK AMBIENTAL/Campanha: Site Tocantins 2022 -Maio/Junho
Facebook
13/05/2022 - 20h39m

EDUCAÇÃO

Professores rejeitam proposta da prefeitura de pagar data-base de 4% em 2 vezes e podem deflagrar greve em Gurupi

Redação

Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) do Magistério não está sendo cumprido, disse o Sintet.

Assembleia da educação em Gurupi (Foto: Divulgação/Sintet)

Em estado de greve, os profissionais da rede municipal de educação de Gurupi rejeitaram a proposta da prefeitura de pagar a data-base de 4% em 2 vezes. A apreciação da proposta foi um dos pontos de pauta apresentados durante a assembleia da categoria realizada na quarta-feira, 11 de maio, em Gurupi.

Além de rejeitar o parcelamento da data-base, a categoria encaminhou que vai manter o estado de greve.

A pauta da categoria reivindica ainda: o alinhamento das tabelas, enquadramento dos níveis, o reajuste do piso do magistério na carreira e o pagamento da data-base integral.

O presidente do Sintet estadual, José Roque Santiago participou do debate com os profissionais da educação que durou mais de quatro horas. “Nós buscamos a valorização da categoria, e para isso, é preciso garantir os direitos pertinentes à carreira do magistério”, disse José Roque Santiago.

“Infelizmente o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) do Magistério não está sendo cumprido e a categoria busca a valorização da carreira, que é garantido por lei, através da lei do piso e do PCCR, e nós vamos buscar a garantia desses direitos através das vias possíveis, a princípio, pelo diálogo”, disse Gabriela Zanina.

Deixe seu comentário:

ClésioClínica AndréAvecomA Fonte das LetrasGPS