Facebook
05/09/2018 - 09h23m

EM COLINAS

OAB prioriza melhorias à advocacia e entrega mais uma subseção no dia 6 de setembro

 Novo prédio da sede Subseção de Colinas vai ser entregue pela OAB-TO nesta quinta-feira, 6

Com 270,35 metros quadrados de área construída, espaço, todo equipado com móveis e utensílios de altíssima qualidade e no mesmo padrão do Escritório Compartilhado de Palmas, duas salas, gabinete da presidência, almoxarifado, recepção, uma área de lazer, auditório para 110 pessoas (que pode ser usado como sala para ESA – Escola Superior de Advocacia) e um moderno sistema fotovoltaico de energia solar implantado no local, o que permite deixar a sede totalmente climatizada a baixo custo. Assim é a nova sede da Subseção de Colinas a ser entregue pela OAB-TO (Ordem dos Advogados do Brasil no Tocantins) na próxima quinta-feira, 6 de setembro. A obra será inaugurada praticamente quitada na sua integralidade, sem a necessidade financiamentos.

A entrega do novo prédio da sede Subseção só é possível por causa da parceria com a OAB Nacional (Conselho Federal) e com a Caato (Caixa de Assistência ao Advogado do Tocantins), que comprou os móveis e equipamentos.

Compromisso cumprido! Isso que estamos fazendo com a inauguração de mais esta Subseção, valorizando todo o interior. Foi assim com a presença constante da Procuradoria de Prerrogativas, com o projeto OAB em Campo e com o atendimento aos pedidos de equipamentos e estrutura, e agora com infraestrutura completa da mais alta qualidade. Por que fazemos isso? Por entender que os advogados e as advogadas do interior merecem o mesmo tratamento que os da Capital. Colinas é uma cidade importantíssima no Estado, um dos berços da advocacia e não podia ter uma casa sem as condições ideais” ressalta o presidente da OAB-TO, Walter Ohofugi Júnior.

Ohofugi também faz questão de ressaltar o novo padrão nas obras da entidade, com tecnologia adequada, acabamento moderno e de qualidade e total acessibilidade às pessoas com deficiência. “Fizemos essa nova sede aplicando corretamente os recursos, investindo na qualidade, com um projeto correto, sem improviso e valorizando os recursos da Ordem, revertido no que existe de melhor para os colegas. Para isso, mudamos o foco, paramos de ser uma OAB de eventos festivos que duram uma noite apenas, e apostamos em bens que ficam para sempre. Com o dinheiro de dois bailes do Rubi, por exemplo, fazemos uma sede que nem essa”, salienta.

Colinas, atualmente, tem cerca de 250 advogados e advogadas, sendo quase 220 ativos. A cidade é um dos polos jurídicos do Estado e foi a primeira a sediar uma faculdade pública de Direito, no já distante ano de 1993. Hoje, ainda há um curso de Direito em Colinas. A população total do município é de quase 35 mil habitantes, a sétima maior do Estado.

Colinas

Presidente da OAB Colinas, Darlan de Aguiar

O presidente da OAB Colinas, Darlan de Aguiar, afirma que a instituição honra a advocacia ao promover uma ação estrutural como essa, que dá aos profissionais qualidade de trabalho, valorização na sua imagem, e condições dignas para o exercício da política classista. “O prédio é moderno, dinâmico, com condições de atendimento pleno à advocacia de Colinas e do todo o Estado”, ressalta.

Para Darlan Aguiar, a atual gestão estadual da OAB se pautou e trabalhou pela valorização do interior, não só com estrutura, “mas com interlocução permanente entre a Seccional e subseções, permitindo a tomada de decisões em conjunto para resolver as demandas”. “Esse trabalho da Seccional tem que ser muito valorizado”, frisa o presidente, ao elogiar a política de prioridades da OAB-TO que optou por estruturar a entidade, fazer o saneamento financeiro, em detrimento das grandes festividades. “Cada gestão tem a sua marca, mas a atual decidiu tirar a OAB da condição de insolvência financeira, ampliar o trabalho de defesa das prerrogativas, a interlocução e o acesso a todos os colegas, com o fornecimento de estrutura. O baile é muito bonito e valoriza a advocacia, mas ele dura uma noite. Essas outras ações são permanentes. Creio que depois de totalmente estruturada, aí sim a Ordem poderia retomar os grandes eventos, mas depois que as demandas estiverem sanadas”, salienta Darlan Aguiar.

Caato

A vice-presidente da Caato, Ramilla Cavalcante, destaca a importância histórica de Colinas para área do direito, frisando é uma honra poder colaborar com a aquisição do mobiliário. “A Caato tem função de colaborar para o conforto e o bom trabalho dos advogados e das advogadas do interior. Estamos fornecendo estrutura à altura do que cidade representa e da mesma qualidade ao que foi feito em Palmas”, afirma.

Em agosto, a OAB já havia entregue a sede da Subseção de Dianópolis e, no próximo dia 14, será a vez de Tocantinópolis. Antes da atual gestão, a última subseção inaugurada foi em 2011, em Taguatinga.



Deixe seu comentário:

Cabaré do BregaBlack Friday GPSWRGPS OABFarcomShop do BicoSucesso FMBAUVereador Professor Júnior GeoGPSWELL