Campanha PRESENÇA DIGITAL -AGOSTO
Facebook
20/12/2018 - 17h43m

CAPTAÇÃO E GASTOS IRREGULARES

Ministério Público Federal pede cassação de Olyntho Neto e Tiago Dimas

Redação

Olyntho Neto (esq) e Tiago Dimas (dir) (Foto: Divulgação)

O Ministério Público Federal pediu nesta quinta-feira (19) a cassação dos diplomas do deputado estadual Olyntho Neto (PSDB) e do deputado federal eleito Tiago Dimas (SD). O procurador Álvaro Manzano apontou nos pedidos que houve captação e gastos irregulares durante a campanha das eleições de 2018.

No caso de Olyntho Neto, o pedido de cassação é resultado das investigações que apuram a quantia de R$ 500 mil encontrada em uma mala com o irmão dele, Luiz Olinto. O dinheiro foi encontrado nas vésperas das eleições em um carro da Assembleia Legislativa, em Araguaína. Além disso, um policial militar da casa de leis foi flagrado fazendo a segurança do dinheiro.

O parlamentar declarou que a campanha foi feita respeitando as normas legais e a ética e que a prestação de contas dele foi aprovada por unanimidade no TRE-TO. A defesa disse ainda que Olyntho Neto confia na justiça e está à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos que se façam necessários.

O deputado eleito Tiago Dimas foi denunciado porque fez uma doação para a própria campanha no valor de R$ 1 milhão. Segundo o procurador, o dinheiro não tinha sido declarado no registro da candidatura.

Os pedidos de cassação foram protocolados nesta quarta-feira (19), mas só serão analisados em 2019, após o fim do recesso do judiciário.

Deixe seu comentário:


senacGPSWRFarcom