CAMPANHA - PRESENÇA DIGITAL WEB 1
Facebook
14/12/2018 - 23h02m

ALERTA

Mais de 400 postes são derrubados em acidentes de trânsito no Tocantins

Comunicação Energisa - ETO

Com a chegada das festividades de final de ano, a Energisa faz um alerta para os riscos deste tipo de acidente

Uma média anual de 430 postes da rede de energia elétrica são atingidos em acidentes de trânsito no Tocantins. Os dados se referem aos últimos três anos. em 2016 foram 441. Já em 2017 440 e até em 11/12 deste ano, 406.

Com a chegada das festividades de final de ano, a Energisa faz um alerta para os riscos deste tipo de acidente. A colisão em postes, além de comprometer a segurança da vítima do acidente, também coloca em risco a população da região afetada e compromete o fornecimento de energia, podendo deixar quadras inteiras no escuro.

Poste derrubado em acidentes de trânsito tem sido um problema que acontece tanto na área urbana quanto na área rural. As causas deste tipo de acidente podem ser causadas por vários fatores, dentre eles embriagues ao volante, imperícia dos condutores em locais de manobra, excesso de velocidade. Também causam danos aos postes as máquinas agrícolas com altura elevada durante execução de suas atividades e caminhões com cargas cuja altura é superior ao limite permitido. Delmindo Antônio, coordenador de Segurança da Energisa, lembra que atenção é o melhor caminho para que haja segurança na comunidade. "Além de colocar em risco a vida das pessoas, derrubar postes é uma dor de cabeça para os vizinhos".

Delmindo Antônio explica ainda que, caso tenha cabo rompido devido a colisão, a vítima deste tipo de acidente deve permanecer dentro do veículo e pedir ajuda, comunicando o Corpo de Bombeiros e a Energisa do acidente pelo 0800 721 3330. Para quem presencia o acidente, a orientação é mesma, entrar em contato com a distribuidora e jamais encostar nos cabos de energia. Chegando ao local, a Energisa irá isolar a área de risco e adotar as medidas de segurança necessárias.

O custo médio de substituição de postes é em torno de R$ 3 mil, e deve ser pago pelo condutor responsável pela colisão com o poste de energia elétrica. Quando um transformador é afetado no acidente envolvendo poste, esse custo pode ultrapassar os R$ 10 mil. “O custo de substituição não se resume somente aos postes derrubados, pois depois de trocar o poste é necessário que seja feita uma inspeção no trecho afetado com o intuito de verificar a existência de outros danos na rede consequente da colisão. Caso existam mais estruturas condenadas pela colisão, o custo pode se elevar bastante”, pontua Alberto Cunha, gerente de Construção e Manutenção da Energisa.

O condutor que colidir com um poste provocando danos deve registrar o boletim de ocorrência e  evidenciar com fotos. Após isso, digitalizar todas as evidências bem como, os documentos pessoais do responsável e  enviar por e-mail para postes.eto@energisa.com.br . O carro sendo segurado é necessário enviar também a documentação do seguro para que a concessionária o acione. Em casos de dúvidas entrar em contato pelo telefone (63) 3219-5143 de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30.

Legislação

Segundo a legislação brasileira, quando o responsável não faz o pagamento dos danos caudados pela colisão em postes pelas vias administrativas, a distribuidora realiza a cobrança judicialmente. A indenização de danos causados por pessoas físicas e/ou jurídicas está prevista principalmente no Código Civil, nos artigos 186 a 188 e 927 a 954. “Ocorrendo dano à rede elétrica, o ideal é que o responsável  já procure a concessionária para negociar de forma amigável”, comentou Fabiano Sant’Ana gerente Jurídico da Energisa.

Deixe seu comentário:

CAMPANHA ARRAIÁ DA AMIZADE 2019senacGPSWRFarcomShop do BicoSucesso FMBAUVereador Professor Júnior GeoWELLBlog do Felipe de Sá