CAMPANHA - PRESENÇA DIGITAL WEB 1
Facebook
22/11/2018 - 10h56m

PALMAS

Júnior Geo destaca que bom andamento da CPI trará resultados satisfatórios

Isadora Fontes

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instaurada para investigar as possíveis irregularidades das aplicações do Instituto de Previdência Social do Município de Palmas – PreviPalmas realizou nesta quarta-feira, 21, novas oitivas. O primeiro ouvido, foi o ex-diretor de investimentos do PreviPalmas, Fábio Costa Martins; e, posteriormente, a ex-diretora administrativa e financeira do PreviPalmas, Marineide Santana Pereira.

Na abertura da reunião, o presidente da Comissão, vereador professor Júnior Geo (PROS) destacou que, embora os membros da Casa tenham votado favoravelmente a participação de qualquer vereador para questionar diretamente a testemunha, seu posicionamento permanece. “Será oportunizada a inquirição direta das testemunhas por qualquer vereador, tendo em vista a vontade da maioria, me isentando de eventual nulidade que possa advir desse fato”, disse.

Na ocasião, foi deliberado na reunião, a solicitação junto ao poder judiciário à intimação do ex-presidente do PreviPalmas, Maxcilane Machado Fleury para comparecer na condição de testemunha, à reunião da CPI no dia 28 de novembro, para prestar esclarecimentos. E em caso de descumprimento, será tomado as medidas judiciais cabíveis.

Os trabalhos realizados pela CPI estão sendo realizados da melhor forma possível para que possamos chegar a um resultado. O principal objetivo desta Comissão é esclarecer quem foram os responsáveis pelas irregularidades cometidas e encaminhar as conclusões aos órgãos competentes. Além disso, reaver o valor aplicado”, afirmou Júnior Geo.

Testemunhas

Fábio Martins, o primeiro a ser ouvido, questionado sobre as transações realizadas disse que “foram obedecidos todos os ritos, a CPI vai averiguar as irregularidades, caso existam”. Durante seu depoimento, Fábio afirmou por várias vezes o desconhecimento de algumas situações ou não recordar sobre os fatos questionados pelos vereadores presentes na reunião. Na oportunidade, o vereador professor Júnior Geo (PROS), presidente da CPI, apresentou ao depoente ofício emitido pela Caixa Econômica Federal em que afirma que Fábio teria autorizado investimento por telefone. Sobre isso, Fábio disse "desconheço eu ter feito alguma ligação nesse sentido".

Sobre as respostas de Fábio, Geo disse que Fábio estava ciente, como diretor de investimentos, que a política de investimentos não permitia, mas mesmo assim fez um parecer favorável em relação ao investimento ser rentável. “Em momento nenhum se preocupou em questionar?” perguntou Geo.

Logo após, a ex-diretora administrativa e financeira do PreviPalmas, Marineide Santana Pereira declarou não ter conhecimento do porquê alguns documentos terem apenas duas assinaturas, quando o correto seriam três.

Cronograma de oitivas

Nesta quinta-feira, 22, serão colhidos os depoimentos do gerente geral da agência da Caixa Econômica Federal, Paulo Cesar Gonçalves da Silva e do gerente de atendimento e negócios da agência da Caixa Econômica Federal, Olivier Leal Pires.

Deixe seu comentário:

CAMPANHA ARRAIÁ DA AMIZADE 2019senacGPSWRFarcomShop do BicoSucesso FMBAUVereador Professor Júnior GeoWELLBlog do Felipe de Sá