Facebook
28/07/2017 - 18h08m

POLÍCIA

Foragido de Parauapebas-PA é preso em Goiânia-GO

Arthur Sousa estava foragido da justiça de Parauapebas-PA há um ano, acusado de tentativa de homicídio, ocorrida no dia 04 de julho de 2016

Já se encontra preso em Goiânia-GO, à disposição da justiça, o foragido de Parauapebas-PA, Arthur de Sousa Silva, acusado de vários homicídios e de ter atentado contra a vida do empresário Eduardo Patez e do delegado Gabriel Henrique, ex-diretor da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas-PA.

Arthur Sousa estava foragido da justiça de Parauapebas há um ano, acusado de tentativa de homicídio, ocorrido no dia 04 de julho de 2016, contra a vida do empresário Eduardo Patez de Sousa. Eduardo foi baleado na cabeça, no interior de seu estabelecimento comercial, denominado "Tucunaré Caça e Pesca", localizado na rua A, bairro Cidade Nova, Parauapebas-PA.

Na época o inquérito policial, presidido pelo delegado Gabriel Henrique, apontou que o mandante do crime teria sido um homem identificado como Cleusivan Ribeiro Martins. A motivação teria sido por vingança, após a polícia apreender diversas armas de fogo e munições que ficavam armazenadas em sua residência, onde funcionava uma oficina clandestina de fabricação e manutenção de armas de fogo. Cleusivan Ribeiro acusa o empresário Eduardo Patez de ter lhe denunciado à polícia.

Arthur Sousa também vinha sendo procurado pela polícia, acusado de tentativa de homicídio contra a vida do ex-diretor da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas-PA, delegado Gabriel Henrique, em uma operação que objetivava capturar Arthur Silva, que se escondia em uma área de invasão na zona rural. Além dessas duas tentativas de homicídio, Arthur é apontado como autor de outras 4 mortes no município de Parauapebas-PA.   

A prisão de Arthur Sousa se deu por volta das 18 horas da última terça-feira, 25, no bairro Vila Nova, em Goiânia-GO. A operação foi executada por policiais locais, sobre coordenação do delegado Gabriel Henrique, após investigações realizadas pelo investigador Mário Almeida o "Baiano", que descobriu o esconderijo do foragido na capital Goiânia-GO. 

Já o mandado de prisão preventiva havia sido expedido em 07/ julho de 2016, pelo juiz Danilo Alves Fernandes da 2ª vara criminal de Parauapebas-PA. Em breve o acusado será recambiado para Parauapebas-PA, jurisdição onde ocorreram os crimes. Também há um mandado de prisão preventiva para Cleusivan Martims, mas no momento o acusado se encontra foragido. (Caetano Silva)

Deixe seu comentário:

WRGpsFarcomSucesso FMBAUVereador Professor Júnior GeoGPSWELLBlog do Felipe de Sá