teste
BRK AMBIENTAL/Campanha: Site Tocantins 2022 -Maio/Junho
Facebook
15/02/2022 - 13h35m

INVESTIGAÇÃO

Flutuante que afundou parcialmente no rio Tocantins durante festa de aniversário em Imperatriz não estava regularizado, diz Marinha

Instaurado inquérito sobre naufrágio de flutuante no rio Tocantins durante festa de aniversário em Imperatriz (Foto: Divulgação)

A Agência Fluvial da Marinha, em Imperatriz, instaurou um inquérito para apurar as causas do naufrágio parcial de um flutuante no Rio Tocantins, que aconteceu na noite do último sábado (12), na Beira-Rio, em Imperatriz. Em nota, a agência informou que a embarcação ‘Comandante Júlio’ ainda estava em processo de regularização.

A Marinha do Brasil informa que a embarcação flutuante ‘Comandante Júlio’ estava com a inscrição na Agência Fluvial de Imperatriz pendente, conforme as normas da autoridade marítima, tendo permissão para navegar até que seja concluído o procedimento de regularização dela. No início do processo, o proprietário foi orientado a procurar as autoridades locais municipais e estaduais para verificar as normas de realização de eventos particulares no interior da embarcação”, afirma a agência em nota.

Após o naufrágio parcial, a Marinha instaurou um inquérito para apurar as causas do acidente com o flutuante. A quantidade de pessoas que estavam na embarcação ainda não foi informada pelos órgãos competentes.

Dois dias após o naufrágio, o flutuante ainda continua no rio Tocantins, com uma lateral submersa. Para evitar que o flutuante afunde totalmente, homens da Marinha e moradores da área colocaram amarras na embarcação, prendendo o flutuante em uma árvore, na beira do Cais do Porto.

A primeira tentativa de resgate do flutuante aconteceu na tarde dessa segunda (14). A ação contou com o auxílio de outras embarcações e de um caminhão guincho que estava no cais do porto, mas o flutuante continua parcialmente submerso.

Segundo a Marinha, só este ano, o órgão já realizou 38 ações de fiscalização com 176 inspeções em embarcações, sendo que oito foram atuadas por infrações e uma delas apreendida.(G1)

Deixe seu comentário:

Praia do Pedral de PalmeirasClésioClínica AndréAvecomA Fonte das LetrasGPS