Facebook
26/11/2018 - 18h19m

JUSTIÇA

Ex-jogador que matou técnico em Porto Nacional é condenado a 12 anos de prisão

Fórum de Porto Nacional

Tribunal do Júri de Porto Nacional condenou Matheus Rodrigues Ramos, ex-jogador do Interporto, pela morte do técnico de futebol Armando Martins de Almeida Filho, conhecido como “Armandinho”. Seguindo a decisão do conselho de sentença, o juiz Alessandro Hofmann Teixeira Mendes, titular da 1ª Vara Criminal de Porto Nacional, sentenciou o réu, nesta segunda-feira (26/11), a 12 anos de prisão.

Consta nos autos que, na madrugada do dia 05 de novembro de 2017, o acusado estava na casa de Armando, no Bairro Cruzeiro do Sul, em Porto Nacional, quando os dois começaram a discutir e o ex-jogador desferiu violento golpe contra a vítima, acarretando em sua inconsciência. Em seguida, aproveitando-se da ausência de consciência da vítima, Matheus desferiu golpes de faca contra Armando no rosto, no ombro e no pescoço, causando-lhe a morte.

O réu confessou o crime e relatou que iniciou um relacionamento com o técnico cinco anos antes, aos 15 anos, quando jogava no Interporto. Após o fim do contrato com o time, o ex-jogador se tornou garoto de programa e a discussão com Armando aconteceu em função da recusa do técnico em pagar por um programa.

De acordo com a sentença, Matheus foi condenado por homicídio qualificado por motivo torpe e deverá cumprir 12 anos de prisão, em regime fechado, na Cadeia Pública de Porto Nacional.

Confira a decisão.

Deixe seu comentário:

Cabaré do BregaBlack Friday GPSWRGPS OABFarcomShop do BicoSucesso FMBAUVereador Professor Júnior GeoGPSWELL