BANCO DA AMAZÔNIA campanha mercadológica
Facebook
07/10/2019 - 17h44m

EM SÃO PAULO

Estudantes de Itaguatins são selecionados para representar o Estado na olimpíada nacional de Língua Portuguesa

Redação

Comissão Julgadora da Olimpíada de Língua Portuguesa

A Comissão Julgadora da 6ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa selecionou os textos dos estudantes que irão representar o Tocantins na etapa nacional. Entre os trabalhos selecionados, está um de 3 estudantes de Itaguatins. Neste ano, foram inscritos 356 textos nas categorias artigo de opinião, crônicas, documentários, memórias literárias e poemas.

Foram selecionados trabalhos de 18 alunos do Tocantins, estes participarão da etapa semifinal, que será realizada em São Paulo. Os encontros semifinais serão organizados por gênero, com oficinas de formação, palestras e passeios culturais.

A Comissão Julgadora do Tocantins é organizada pela representante Roseli Bitzcof de Moura da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), e presidida por Ângela Francine Fuza, da União Nacional dos Dirigentes da Educação (Undime). E os trabalhos da comissão foram acompanhados, presencialmente, pela Coordenação da Olimpíada de Língua Portuguesa, representada por Patrícia Calheta, do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), e por Maria Solange Rodrigues de Sousa, do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).

Roseli Bitzcof ressaltou uma considerável participação dos estudantes. “Podemos destacar a qualidade dos textos, a consciência sobre a necessidade de desenvolvimento do lugar onde residem, com mais condições para que os jovens não precisem sair de suas comunidades para estudar ou trabalhar. E podemos frisar a diversidade de participação, com trabalhos de alunos indígenas, de estudantes de escolas municipais e estaduais”, esclareceu.

Os trabalhos selecionados foram:

Documentário

Alunos Carla Daniela Silva de Brito, Kayke Gabriel de Andrade Oliveira e Raimundo Almeida da Silva, do Colégio Estadual Olavo Bilac, de Itaguatins, com o trabalho Turismo e Preservação trazem bem-estar para a população, professora Rosália Conceição dos Santos Pereira.

Alunas Ludimila Carvalho dos Santos, Ana Maria de Brito Sousa e Jennine Ferreira Tavares, da Escola Estadual Marechal Costa e Silva, de Muricilândia, que estão participando com a produção O nosso passado é que fez o nosso presente e está preparando o futuro, professora Fabiana Martins Ferreira Braga.

Artigo de opinião

Aluno Rafael Caxàpêj Krahô, da Escola Estadual Indígena 19 de Abril, com o trabalho Meu lugar é um pulmão verde no meio da imensidão acinzentada, do município de Goiatins, com a orientação da professora Deuzanira Lima Pinheiro.

Aluna Ioneide Ferreira de Souza, do Colégio Estadual Professora Joana Batista Cordeiro, de Arraias, com o texto A poluição dos rios no Mimoso: tudo vale a pena em nome do progresso?, professora orientadora Rosângela Lopes da Silva.

Crônica

Laercio Bispo Rodrigues, da Escola Estadual Joaquim Francisco de Azevedo, localizada no município de Taipas do Tocantins, está participando com o trabalho O triste destino de João Manuel, professora orientadora Rosana Ribeiro dos Santos.

Ana Vitória Ferreira Martins, da Escola Estadual Professora Alcides Rodrigues Aires, de Porto Nacional. Ela está participando com a crônica A curiosidade de Maria e tem como professor orientador Jonnes Maciel Nunes.

Allanis Stephani Carvalho, da Escola Estadual Jacy Alves de Barros, de Arraias, com o texto Operação cinderela, professora orientadora Alessandra Barbosa Silva Resende.

Ana Beatriz Rodrigues Paes, da Escola Municipal Beatriz Rodrigues da Silva, de Palmas, com o texto Sempre em busca de luz, com a professora orientadora Marilda Belizário da Silva Ribeiro.

Memórias Literárias

Luiz Eduardo Pereira da Silva, da Escola Estadual Joaquim Francisco de Azevedo, de Taipas do Tocantins, com o trabalho O pequi nosso de cada dia, professora Rosana Ribeiro dos Santos.

Isabella Goulart Falone e Silva, da Escola Estadual Professora Maria Guedes, de Palmeirópolis, que escreveu sobre Doces lembranças do município, professora orientadora Keila Cristina Urzêda Leal Oliveira.

Gabriel Antônio de Moura, da Escola Estadual Jacy Alves de Barros, de Arraias, com a produção Uma fênix em minha vida, professora Samara Gonçalves Lima.

Ana Clara Luz, da Escola Municipal Beatriz Rodrigues da Silva, de Palmas, escreveu sobre Saudades do Canela, com a orientação da professora Marilda Belizário da Silva Ribeiro.

Poema

Jasmyn da Silva Oliveira, da Escola Municipal Gentil Ferreira Brito, de Araguaína, foi selecionado com o trabalho Via lago: do abandono ao sucesso, sob a orientação da professora Angra Rocha Noleto.

Yêda Maria Oliveira Aguiar, da Escola Municipal Ayrton Senna, de Pequizeiro, com o trabalho Cidade do Tesouro, professora Luciara Paulino dos Santos.

Olimpíada

A Olimpíada é uma realização da Fundação Itaú Social, com a parceria do Cenpec, do Ministério da Educação, Consed, Undime e Canal Futura. Foi criada em 2002, com o objetivo de contribuir com a melhoria da escrita e leitura de estudantes das escolas públicas brasileiras, por meio do Programa Escrevendo para o Futuro.

Deixe seu comentário:

ENERGISA   Campanha: PRESENÇA DIGITAL SETEMBROCampanha INSTITUCIONAL - OUTUBRO   assembleiasenacGPSFARCOMWR