CAMPANHA - PRESENÇA DIGITAL WEB 1
Facebook
22/03/2019 - 15h37m

EM CURITIBA-PR

Estratégias para o desenvolvimento sustentável de Palmas são apresentadas no Congresso Smart City Expo Curitiba, nesta sexta, 22

Secom Palmas

Palmas participa do evento como uma das três cidades da região Norte do Brasil que foram convidadas como palestrante (Foto: Divulgação)

As ações voltadas para a sustentabilidade, que a cada dia tem deixado Palmas mais em evidência no cenário mundial, serão apresentadas nesta sexta-feira, 22, pelo secretário municipal de Assuntos Estratégicos, Captação de Recursos e Energias Sustentáveis, Eduardo Mantoan, na temática ‘Planejando cidades inovadoras e inclusivas’, das 16h45 às 18 horas, na cidade de Curitiba (PR).

Mantoan mostrará como Palmas tem feito um planejamento inovador conforme a Agenda 2030, proposta da Organização das Nações Unidas (ONU) que apresenta um plano de ação para as pessoas, para o planeta e para a prosperidade. O foco será o Objetivo 7 - que compõe os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável -, sendo ele o de Energia Limpa e Acessível que propõe assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos; assegurar o acesso universal, confiável, moderno e a preços acessíveis a serviços de energia; aumentar substancialmente a participação de energias renováveis na matriz energética global.

O Objetivo 7 também propõe dobrar a taxa global de melhoria da eficiência energética; reforçar a cooperação internacional para facilitar o acesso a pesquisa e tecnologias de energia limpa, incluindo energias renováveis, eficiência energética e tecnologias de combustíveis fósseis avançadas e mais limpas, e promover o investimento em infraestrutura de energia e em tecnologias de energia limpa e expandir a infraestrutura e modernizar a tecnologia para o fornecimento de serviços de energia modernos e sustentáveis para todos nos países em desenvolvimento, particularmente nos países menos desenvolvidos, nos pequenos Estados insulares em desenvolvimento e nos países em desenvolvimento sem litoral, de acordo com seus respectivos programas de apoio. Todas essas metas devem ser alcançadas até 2030.

Cidade modelo

Conforme a organização do evento, a sessão explorará como lidar com a complexidade que é o planejamento das cidades e como promover a inclusão e a inovação criando estruturas estratégicas no longo prazo. Nisto englobam diversas atividades, como urbanismo, transportes, serviços sociais, desenvolvimento comunitário, gestão do orçamento público, dentre outros pontos. Vale destacar que a falta de metas a curto, médio e longo prazo impacta diretamente na obtenção de resultados satisfatórios que melhoram o bem-estar da população e garantem a sustentabilidade e equilíbrio com o meio ambiente.

Mais uma vez, Palmas participa do evento, sendo uma das três cidades da região Norte do Brasil que foram convidadas como palestrante, já que a capital mais jovem do País é considera uma cidade inteligente, no que tange a preocupação com o desenvolvimento de projetos voltados para tal fim, a exemplo do Programa Palmas Solar, que incentiva a geração de energia fotovoltaica. E os fatores que contribuem para o aumento significativo da adesão ao programa, por pessoas físicas e jurídicas, são os incentivos fiscais oportunidades pela gestão Municipal, além do clima favorável na cidade que facilita a captação dos raios solares.

Além disso, o poder público dá seu exemplo com a instalação de placas solares para produção de energia solar em pontos de ônibus, moradias populares, além do modelo implementado na Escola de Tempo Integral Almirante Tamandaré, que reduziu significativamente as despesas com o pagamento da tarifa de energia elétrica originária da produção em hidrelétrica. O dinheiro economizado é investido em projetos e na melhoria da unidade escolar.

Outra ação em andamento é a instalação do Parque Solar, que prevê a obtenção da suficiência energética de todos os órgãos públicos municipais.

Fórum Inova Cidades

Nesta quinta-feira, 21, durante uma reunião do Fórum Inova Cidades, iniciativa que está desenvolvendo uma rede nacional de cidades voltadas para a área de inovação Palmas passou a integrar a diretoria da região Norte e ficará responsável pela coordenação e articulação das ações inovadores no setor público.

Além disso, durante a Smart City a gestão está criando uma rede de networking com empresas globais que são destaque na área da inovação. O objetivo é trazer mais ações e projetos positivos para Palmas.

Plenária

Além de Mantoan, também participarão desde painel Milena Seabra, diretora corporativa do Grupo Paranaense de Comunicação; do secretário do Território, Habitat e Habitação do município Metropolitano de Quito (Equador), Jacobo Herdoiza; do prefeito de Campina Grande (PB), Romero Rodrigues e do economista ambiental e diretor da Kralingen Consultoria, Daniel Thá.

Deixe seu comentário:

senacGPSWRFarcomShop do BicoSucesso FMBAUVereador Professor Júnior GeoWELLBlog do Felipe de Sá