CAMPANHA - PRESENÇA DIGITAL WEB 1
Facebook
10/12/2018 - 10h25m

EDUCAÇÃO

Escola de Tocantinópolis lança livro com coletânea de textos produzidos pelos estudantes

Redação

A coletânea de textos produzida pelos alunos é resultado de trabalho em sala de aula, na disciplina de Língua Portuguesa da Escola Paroquial Cristo Rei, jurisdicionada à Diretoria Regional de Educação de Tocantinópolis. O livro intitulado Memórias Literárias: Histórias Que Marcaram O Passado” traz depoimentos da comunidade idosa tocantinopolina, resgatando memórias e lembranças da história de vida dos moradores para serem eternizadas na obra literária. O livro foi lançado na escola, nesta semana, com a participação dos idosos entrevistados.

O projeto tem como principal objetivo ressignificar a historia de idosas do município por meio da produção escrita dos alunos. Os textos foram produzidos por estudantes das turmas de oitavo ano da unidade escolar, que entrevistaram 46 pessoas.

Para a produção textual, os estudantes foram orientados pela professora de Língua Portuguesa, Gerlane Rocha Galvão de Medeiros, a construir um questionário em sala de aula para a realização das entrevistas com os idosos, destacando o lugar de origem, descrição da vida deles quando criança, adolescente e fase adulta. Os alunos também coletaram depoimentos que surgiram em conversa informal relacionados ao passado dos entrevistados. Cada dupla entrevistou um idoso.

Os alunos socializaram o momento da entrevista, com riqueza de detalhes e histórias marcantes. O material foi organizado em texto, em primeira pessoa, e apresentado em sala de aula, possibilitando a toda a turma conhecer todas as histórias compiladas.

A idosa Raimunda Araújo disse que foi muito gratificante participar desse momento literário. “Essa publicação retrata a história das famílias e da sociedade e incentiva, entre nossas crianças e jovens, a admiração e respeito por aqueles que construíram a nossa história. Que outras iniciativas como esta possam ser realizadas com a finalidade de resgatar valores e a memória daqueles que construíram a nossa história. Um povo sem história é um povo sem passado”, ressaltou.

Carlos Daniel Fernandes destacou a colaboração dos idosos e da equipe escolar. “Sem a colaboração dos idosos não haveria memória, não existia a possibilidade da realização desse trabalho tão importante para a nossa instituição e para nossa comunidade. Agradeço o esforço da equipe escolar e da professora mentora do projeto. Esse projeto é um dos melhores que já participei na escola. Espero que a leitura desse livro consiga cativar a atenção de outras pessoas e instituições e a atenção das próximas gerações. As lembranças e memórias estão oficialmente eternizadas neste livro”, completou.

Deixe seu comentário:

CAMPANHA ARRAIÁ DA AMIZADE 2019senacGPSWRFarcomShop do BicoSucesso FMBAUVereador Professor Júnior GeoWELLBlog do Felipe de Sá