teste
BRK AMBIENTAL/Campanha: Site Tocantins 2022 -Maio/Junho
Facebook
17/06/2022 - 20h15m

DIA 18 DE JUNHO

Dia do Químico: entenda o papel desse profissional nos serviços de água e esgoto no Pará e no Tocantins

Neste sábado, 18 de junho, comemora-se o Dia do Químico (Foto: Divulgação)

Neste sábado, 18 de junho, comemora-se o Dia do Químico, profissional responsável pela qualidade de muitos produtos consumidos no dia a dia. Dentre as funções desse especialista, está o de garantir que a qualidade da água que chega às torneiras da população atenda aos padrões de potabilidade estabelecido pela legislação vigente e que o esgoto gerado nas cidades, depois de tratado, atenda os padrões de qualidade estabelecidos pelos órgãos fiscalizadores e legislação aplicável.

Pará

A concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto no Pará, BRK Ambiental, aproveita a data para ressaltar a importância desse profissional na rotina do saneamento. Para garantia da eficiência dos serviços prestados pela empresa nos 09 municípios operados pela empresa no Pará, os profissionais de Química junto com outros especialistas realizam mais de 15 mil análises da qualidade da água por mês, considerando o monitoramento das 4 Estações de Tratamento de Água (ETAs), 74 Unidades de Tratamento Simplificado (UTS), e mais de 500 pontos no sistema de distribuição de água e pontos de captação. Já os testes de esgoto chegam a mais de 500 análises mensais, considerando o monitoramento das 04 Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) e mananciais que recebem o esgoto tratado.

A atuação da química é essencial no processo para tratamento de água, pois, por meio de processos físico-químicos, são retiradas as impurezas da água bruta captada nos mananciais superficiais e subterrâneos. Já no tratamento do esgoto bruto, além de processos físico-químicos o tratamento também pode por meio biológico, de forma a garantir que o efluente final retorne para o manancial sem causar danos ao meio ambiente”, afirma a química, Juliana Rocha, que é Supervisora de Operação dos sistemas de tratamento de água e esgoto operados pela BRK Ambiental no Pará.

Ela explica que os profissionais de Química podem desempenhar diversas atividades na área de saneamento, como operações de sistemas de tratamento de água e esgoto, gestão de laboratórios e realização de ensaios físico-químicos, pesquisas e até mesmo, no apoio a área de compras de produtos com validação e especificação de produtos químicos diversos. Entre as atribuições do Juliana na BRK, destaca-se a supervisão e acompanhamento operacional das ETAs e ETEs e análise crítica dos resultados para identificação de eventuais ações para garantia da qualidade da água e esgoto tratado.

Juliana ainda acrescenta que todos os resultados das análises da água realizados nos sistemas em operação no Tocantins, são apresentados na própria fatura de água do cliente e publicados em Relatórios Anuais de Qualidade da Água, distribuído anualmente pela concessionária e disponível em seu site com acesso através do link https://www.brkambiental.com.br/para/relatorios-de-qualidade.

A química influência totalmente os processos de tratamento de água e de esgoto através dos diversos processos. Sempre achei o processo de transformação da matéria fascinante e fico feliz por contribuir de forma positiva para o acesso da população à água tratada, melhorando a qualidade de vida das pessoas e minimizando os impactos ambientais”, completa Juliana Rocha

Tocantins

A concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto no Tocantins, BRK Ambiental, aproveita a data para ressaltar a importância desse profissional na rotina do saneamento. Para garantia da eficiência dos serviços prestados pela empresa nos 47 municípios operados pela empresa no Tocantins, os profissionais de química junto com outros especialistas realizam mais de 100 mil análises da qualidade da água por mês, considerando o monitoramento das 28 Estações de Tratamento de Água (ETAs), 116 Unidades de Tratamento Simplificado (UTS), e mais de 1100 pontos no sistema de distribuição de água e pontos de captação. Já os testes de esgoto chegam a quase 5 mil análises mensais, considerando o monitoramento das 18 Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) e mananciais que recebem o esgoto tratado.

O papel do químico no controle de qualidade da água é de extrema importância, pois as análises, sejam elas realizadas em laboratórios próprios da BRK Ambiental ou terceirizados (independentes), precisam atender os requisitos gerais das normas vigentes de forma a garantir a proficiência, confiabilidade e confidencialidade dos dados gerados”, afirma o químico, Alcedino Venâncio, que é responsável pelo Laboratório de Controle de Água da BRK Ambiental em Gurupi.

Alcedino Venâncio ainda afirma que a garantia do rigor analítico, é uma das tarefas executadas com muita excelência por um profissional da área de química, buscando assim a garantia do elevado controle de qualidade dos ensaios realizados, consequentemente fortalecendo a excelência operacional e o compromisso com o cliente.

Os profissionais de química podem desempenhar diversas atividades na área de saneamento, como operações de sistemas de tratamento de água e esgoto, gestão de laboratórios e realização de ensaios físico-químicos, pesquisas e até mesmo, no apoio a área de compras de produtos com validação e especificação de produtos químicos diversos.

Alcedino acrescenta que todos os resultados das análises da água realizados nos sistemas em operação no Tocantins, são apresentados na própria fatura de água do cliente e publicados em Relatórios Anuais de Qualidade da Água, distribuído anualmente pela concessionária e disponível em seu site com acesso através do link https://www.brkambiental.com.br/tocantins/relatorios-de-qualidade.

A química influência totalmente os processos de tratamento de água e de esgoto através dos diversos processos. Sempre achei o processo de transformação da matéria fascinante e fico feliz por contribuir de forma positiva para o acesso da população à água tratada, melhorando a qualidade de vida das pessoas e minimizando os impactos ambientais”, completa Alcedino Venâncio.

Deixe seu comentário:

Praia do Pedral de PalmeirasClésioClínica AndréAvecomA Fonte das LetrasGPS