Aleto - CAMPANHA INSTITUCIONAL DEZEMBRO
BRK AMBIENTAL/Campanha: Site Tocantins 2021 -Dezembro/Janeiro
Facebook
17/05/2020 - 10h40m

PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Crônica: Trajando jalecos como armaduras de luz

Por Cláudio Duarte

Dias atrás eu tive um sonho. Nele, eu via na televisão que anjos existem.

A imagem mostrava seres em vestes brancas, iluminados por uma armadura de luz, que socorriam a população em um momento de grande aflição.

Eram pessoas de todas as idades sofrendo os impactos de uma pandemia. Havia muito medo por conta da facilidade do contágio, e os anjos foram chamados para a linha de frente.

Eles cuidavam dos doentes e pediam àqueles que não estavam infectados que protegessem uns aos outros mantendo distanciamento; porém, as pessoas não os atendiam. E muitos se infectavam.

Com o tempo, não havia anjos suficientes para atender a todos. Eu vi um anjo a chorar e, entristecido, o anjo adoeceu.

Ao despertar, sentei-me à cama e orei a meu protetor.

Para os católicos, anjos são criaturas espirituais, não-corporais e imortais; assim, criados por Deus.

Os espíritas os vêem como espíritos puros que tiveram que passar por todos os graus da escala evolutiva espiritual até chegarem à perfeição.

Mas será que os mensageiros de Deus existem?

Algumas pessoas, de quem gosto muito, são profissionais da área de saúde; e muitas atuam na linha de frente.

Nesse momento de pandemia, abandonam sua segurança e o aconchego daqueles que amam para zelar e assistir a pacientes contagiosos. É parte do trabalho.

E vão cumprindo sua missão. Trajando jalecos como armaduras de luz, colocam suas vidas em risco enquanto, em muitos lugares, suas necessidades materiais para autoproteção são negligenciadas pelos gestores públicos.

Capacitados, os mensageiros da saúde e da vida insistem nos avisos de prevenção ao coronavírus, mas parte da população prefere seguir seus mitos.

É a voz da ciência suplantada pelos gritos astutos da política.

A OMS define este, como o ano internacional dos profissionais de enfermagem e obstetrícia; um justo reconhecimento e uma defesa por mais investimentos e melhores condições de trabalho, educação e desenvolvimento profissional.

No entanto, questões importantes como piso salarial digno, carga horária, insalubridades, aposentadoria justa e outras reivindicações estão menosprezadas há décadas pelos políticos que deveriam representá-los.

Grande parte desses trabalhadores, por conta dos baixos salários, atua em jornada dupla e até tripla.

E nesse momento, precisamos lembrar que essas pessoas além de amigas e profissionais também são mães, pais, filhas, filhos, e o amor de alguém que espera que elas retornem saudáveis à proteção de seus lares.

À porta de casa, de máscara branca, eu olho para o céu infinitamente azul de Palmas e dou graças a Deus por acreditar que anjos existem.

E eles estão entre nós.

Deixe seu comentário:

6 Comentário(s)

  • Ana | 20/05/2020 | 14:30 Lindo Cláudio, um texto inspirador e estimulador de atos de fé e caridade! Parabéns.
  • Sheila Maria Baraky | 17/05/2020 | 15:15 Lindo texto. Eu sempre afirmei que esta é a profissão número 1, que mais admiro. Sim, estas armaduras escondem um universo que é só deles mesmos, os que agem nós bastidores. Louvável profissão. 🌹💎❤️
  • Josseane | 17/05/2020 | 15:07 Cláudio, parabéns pela forma sensível que colocou as palavras. A comparação com anjos foi a mais justa possível! Obrigada pela publicação.
  • Rafaela Luz | 17/05/2020 | 14:43 Uau! Cristo Vive! Acima da terra, da ciência, da política. Aleluia. Forças à humanidade. Vamos vencer!
  • Ana Maria Freitas Dias Lima | 17/05/2020 | 14:43 Excelente reflexão
  • PAULO HERNANDES GONÇALVES DA SILVA | 17/05/2020 | 14:42 Excelentes argumentos. Parabéns!!! Sigamos reflexivos!!!
SENAC TO Campanha: SENAC SETEMBRO 2021ClésioClínica AndréAvecomA Fonte das LetrasGPS