ENERGISA campanha : WEB BANNER -PRESENÇA DIGITAL - PREMIO IASC
Facebook
06/12/2018 - 20h58m

ELEIÇÕES ATM

Comissão eleitoral da eleição da ATM impugna chapa do prefeito de Wanderlândia, Eduardo Madruga

A comissão eleitoral da eleição da Associação Tocantinense de Municípios (ATM) impugnou a chapa “Parceria e Inovação” que tinha como candidato a presidente, o prefeito de Wanderlândia, Eduardo Madruga.

De acordo com o documento publicado no site da Associação, a justificativa para esta decisão foi o fato de a chapa possuir três nomes que também estavam na chapa “Municipalismo Forte”, de Jairo Mariano. Além disso, a comissão disse ter recebido o pedido de desistência de oito integrantes da chapa de Madruga.

A comissão concedeu prazo para que os nomes fossem substituídos, mas como isso não foi feito a mesma foi impugnada. Cada chapa deve possuir 23 integrantes.

A decisão é assinada por Helisnatan Soares Cruz, presidente da Comissão Eleitoral.

Corre nos bastidores, que até deputados federais apoiadores de Jairo Mariano entraram na questão para convencer prefeitos a desistirem da chapa. Até emendas teriam sido colocadas em jogo numa tentativa de desmobilizar a chapa de Madruga. Um deles, teria sido Carlos Gaguim que não teria aceitado a falta de apoio de Madruga nas eleições deste ano. O prefeito de Wanderlândia apoiou Lázaro Botelho e deu ampla votação na cidade a ele.

Jairo Mariano deverá ser novamente candidato único e conta como um dos principais articuladores o vice-governador, Wanderlei Barbosa.

Além disso, a alteração da data da eleição para este mês de dezembro pegou alguns prefeitos de surpresa. Há ainda o questionamento sobre como se deu o processo para alteração. A ATM alega que tudo foi feito legalmente.

As atas das alterações da data da eleição não foram apresentadas. Até o candidato Madruga chegou a pedir formalmente mas não teria recebido.

Deixe seu comentário:

GPSWRFarcomShop do BicoSucesso FMBAUVereador Professor Júnior GeoWELLBlog do Felipe de Sá