Facebook
10/03/2017 - 13h59m

PEC 287

ARAGUATINS: Trabalhadores rurais realizam manifestação contra a reforma na previdência social

Um grupo de trabalhadores rurais e integrantes dos diversos movimentos sociais iniciaram na manhã desta sexta-feira, 10, uma manifestação contra a reforma na previdência social. Por volta das 11h50, os manifestantes ocuparam o prédio do INSS. De acordo com os organizadores, cerca de 300 pessoas participam da passeata no centro de Araguatins.

Os locais de concentração são a Câmara Municipal de Araguatins, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e sede do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). Segundo a Polícia Militar, participam do ato cerca de 80 pessoas em um movimento pacífico.

Segundo a líder da comunidade quilombola da ilha de São Vicente, Fátima Barros, as mudanças devem prejudicar diretamente os trabalhadores rurais. "Exigimos que o governo faça a cobrança da dívida ativa das grandes empresas e denunciamos a extinção do fim do ministério da previdência", explica.

O INSS informou que mais de 50 pessoas invadiram o local depois que foram autorizados. Informou também que os manifestantes realizam um protesto válido, mas que o atentimento ao público foi prejudicado.

A reforma na previdência prevê que os trabalhadores rurais deverão fazer contribuições obrigatórias para a Previdência Social para ter direito a aposentadoria. Além disso, eles também terão de cumprir a regra geral, que prevê idade mínima de aposentadoria de 65 anos. A exceção são os trabalhadores que se enquadram na regra de transição - homens acima de 50 anos e mulheres acima de 45 anos.

Deixe seu comentário:

1 Comentário(s)

  • Franciscagomes | 12/03/2017 | 19:38 foi só começo de uma grande luta pra nos mulheres e trabalhadores,foi muito bom participar.
WRGPS OABFarcomSucesso FMBAUVereador Professor Júnior GeoGPSWELLBlog do Felipe de Sá