kitnets
Facebook
18/03/2015 - 20h34m

Vereador Júnior Geo defende redução da carga horária de merendeiras da rede municipal de ensino

Assessoria de Imprensa Vereador Professor Júnior Geo

O vereador professor Júnior Geo (Pros) pediu o apoio dos parlamentares para junto ao Executivo conseguir alterar a carga horária de trabalho de oito para seis horas dos servidores da rede municipal de ensino, que exercem a função de merendeiras e serviços gerais, durante a sessão desta quarta-feira, 18 de março.

Júnior Geo questionou “esses servidores não conseguem desenvolver suas atividades em seis horas corridas sem prejudicar a unidade escolar? E sugeriu fazer gestão junto aos diretores das escolas para conhecer a verdadeira demanda e resolver o problema que se arrasta há muito tempo. “Esses servidores recebem um salário mínimo. Nobres pares, imaginem aqueles que pagam aluguel ganhando um salário mínimo. Preciso do apoio dos senhores para resolver essa situação”, solicitou, acrescentando “o outro período eles poderiam complementar a renda trabalhando em outro local”, sugeriu.
Dentre os vereadores que manifestaram apoio a questão levantada por Geo, está o presidente da Casa Rogério Freitas (PMDB) e o vereador Lúcio Campelo ( PP).


Obras atrasadas
Na ocasião o vereador também questionou o atraso das obras do Parque Cesamar, do Parque do Idoso dentre outras. “É a gestão das luzes do Natal, dos ovos e coelhinhos da Páscoa, mas também de obras paradas. O Parque do Idoso deveria ter sido inaugurado em 2013 e já estamos em 2015. Será que o Executivo está penalizando as empresas que estão executando esses serviços pelo atraso? Questionou.

Deixe seu comentário:

jrarmazém paraíbarocha alGPSvalériaBAUSucesso FMDudu a Fora