campanha: NOVO JEITO DE FAZER
Facebook
02/10/2017 - 10h08m

POLÍTICA

SÃO MIGUEL: Márlon Reis conclama comunidade a participar de movimento que vai romper tradição política do Tocantins

Ao finalizar intensa agenda de encontros e palestras no final de semana na região do Bico do Papagaio, o ex-juiz de Direito e advogado Márlon Reis, 47, conclamou a comunidade para se unir no movimento que tem adesão de diversos segmentos da sociedade com objetivo de romper a tradição política do Estado. “A nossa estratégia de conquista de apoio para este movimento é diferente da que a política tradicional usa. Eles usam a maneira vertical, de cima para baixo. Já a nossa busca é feita de forma horizontal, ou seja, de lado a lado, o que é algo revolucionário no Estado do Tocantins”, afirmou o ex-juiz, tocantinense nascido em Pedro Afonso e um dos principais responsáveis pela criação da Lei da Ficha Limpa, que impediu mais de 1,3 políticos no Brasil de assumir cargos por causa de condenações na Justiça.

A declaração foi dada durante encontro com moradores do povoado Bela Vista, na noite de sábado, dia 30, em São Miguel do Tocantins (642 km de Palmas), no extremo oeste do Tocantins na divisa com Maranhão. A reunião finalizou a agenda de Márlon Reis no Bico Papagaio, onde ministrou palestras e se reuniu com a comunidade de outras cidades – ele esteve em Araguatins, Augustinópolis, Praia Norte, Sampaio. A agenda começou na quarta-feira passada, dia 27, e teve ainda Pedro Afonso, Guaraí e Colinas do Tocantins.

Foram, ao todo, oito cidades. "Iremos aos lugares onde eles nunca estiveram. E conversaremos com as pessoas cuja existência eles sempre ignoraram", declarou Márlon Reis, que também ajudou a criar o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), ao se referir a políticos do Estado.

Reconhecido nacionalmente como um dos principais mobilizadores de ações concretas de combate à corrupção no país, Márlon Reis é pré-candidato a governador do Tocantins pela Rede Sustentabilidade. “Vamos romper a tradição da oligarquia de um Estado que em praticamente 30 anos de vida só teve três governadores eleitos pelo povo. Outros foram eleitos indiretamente. Diante disso, estamos percorrendo o Estado para que as pessoas conheçam nossas propostas, programas e projetos para o Tocantins”, disse.

O objetivo do advogado é ocupar a lacuna deixada em razão da descrença da desgastada classe política tradicional no país. “Há uma lacuna imensa a ser ocupada. Ouço pelo Tocantins que nas últimas eleições as pessoas, infelizmente, diziam que tinham que escolher o menos pior e não alguém em quem pudessem confiar em virtude das suas ideias e da sua biografia.”

NAS REDES

Ativo e muito requisitado nas redes sociais por sua atuação como magistrado e palestrante por todo o Brasil e várias partes do mundo, Márlon Reis comemora o engajamento não só de jovens, mas de comunidades por onde passa e leva as suas ideias e projetos para o Tocantins. Voluntários têm se organizado por meio das mais diversas redes sociais, como a criação de grupos de discussão e debates sobre o futuro do Estado. O engajamento já rendeu, por exemplo, resultados positivos de Márlon Reis em enquetes sobre a preferência do internauta sobre o futuro governador do Tocantins. Ele venceu uma das enquetes e lidera outra de portais de notícias tocantinenses. (Cristiano Machado)

Deixe seu comentário:

jrFesta Augustinópolisrocha alGPSarmazém paraíbavalériaBAUSucesso FMDudu a Fora