kitnets
Facebook
28/07/2017 - 18h41m

RESULTADOS POSITIVOS

Ruraltins implanta unidade experimental de graviola em Nazaré

Redação

Com 200 pés de graviola, expectativa é colher 4 toneladas do fruto nesta safra

O Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), por meio da Unidade Local de Execução de Serviços, em Nazaré, município localizado no Bico do Papagaio, implantou uma unidade experimental voltada para o cultivo da graviola. O projeto teve início há cerca de dois anos e entra agora na fase de colheita. De acordo com o engenheiro agrônomo, Waldenor Trajano dos Santos, em uma área de meio hectare, na Chácara São José, situada no km 7 da Rodovia BR-230, sentido Nazaré/Luzinópolis, foram plantados 200 pés da fruta, com expectativa de colher 4 toneladas do fruto nesta safra.

“Há quatro anos, eu dava assistência nessa área no plantio de milho e feijão. As culturas eram irrigadas por gotejamento, e por necessidade de trabalhar com a fruticultura, levando em consideração que a mão de obra para a cultura do milho e feijão não estava fácil, a produtora resolveu implantar essa unidade de graviola. No primeiro ano, plantou 100 mudas; no ano seguinte, mais 100, e agora colhe bons resultados. Apesar de ser uma fruta que a população ainda não conhece bem, a aceitação está sendo boa, tanto em Nazaré, quanto em Tocantinópolis, municípios onde são vendidos os frutos e a polpa, atendendo as encomendas”, frisou Waldenor.

O engenheiro agrônomo ressaltou ainda que o objetivo maior do projeto é proporcionar novos conhecimentos, alternativas de produção para os produtores da região como forma de diversificar as áreas produtivas e gerar renda.

“A extensão rural procura incentivar o agricultor a trabalhar com consórcio de culturas: feijão com milho, milho com arroz, e na fruticultura não é diferente. Aqui, sugerimos o consórcio da graviola com o milho irrigado por microaspersão, cultivado nas entrelinhas, aproveitando a área e a água. Para incentivar o plantio, vamos distribuir mudas para outros agricultores familiares da região, pois a fruta se adapta bem ao clima do Tocantins, tem mercado consumidor e pode ser cultivada em pequenas áreas”, explicou Waldenor Trajano, acrescentando que a unidade está aberta para visitação e troca de experiências. Além disso, o período de colheita começa neste mês e se estende até novembro.

Características

A graviola apresenta polpa branca, de sabor suave e levemente ácido. A fruta pode ser consumida in natura, porém é bastante empregada na fabricação de sucos, doces, cremes, geleias e sorvetes. A graviola também é rica em vitamina A, C e do complexo B, contendo cálcio, ferro, magnésio, potássio e fósforo.

Deixe seu comentário:

jrATVL - Associação Tocantinense de Vôo Livrerocha alarmazém paraíbaGPSvalériaGPS VESTIBULARBAUSucesso FMDudu a Fora