ISQP  Variação de Consumo
Facebook
30/08/2017 - 14h53m

EM PALMAS

Profissionais da equipe de saúde prisional dos municípios de Araguatins e Tocantinópolis participarão do IV Encontro de Saúde Prisional

Redação

Com o tema Acesso à Saúde um Direito de Todos, acontece nesta quinta-feira, 31, o IV Encontro de Saúde Prisional. O evento promovido pela Secretaria da Saúde, será realizado no Auditório da Vigilância Epidemiológica, no anexo I da pasta e tem a parceria da área técnica de Saúde Prisional.

Segundo a técnica de saúde prisional Ionete Sampaio, “o encontro visa apoiar as equipes habilitadas na Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional (PNAISP), com orientações para o processo de trabalho e consequentemente propiciar o cuidado integral e humanizado com equidade e qualidade a população privada de liberdade”, destacou.

O encontro vai contar com a participação dos gestores municipais, diretores das unidades prisionais e profissionais da equipe de saúde prisional dos municípios de Araguatins, Tocantinópolis, Araguacema, Araguaína, Arraias, Augustinópolis, Babaçulândia, Cariri do Tocantins, Colinas, Dianópolis, Lajeado, Miracema, Miranorte, Palmas, Pedro Afonso, Porto Nacional e Xambioá.

Além desses, também vão participar os representantes da Coordenação Nacional da Saúde Prisional do Ministério da Saúde, Departamento Penitenciário do Ministério da Justiça, Secretarias de Estado da Saúde e Cidadania e Justiça.

Números

No Tocantins, Tocantins 16 Equipes de Atenção Básica Prisional foram habilitadas de acordo com a PNAISP para atender uma população privada de liberdade composta por 3.364 pessoas que estão distribuídas em 40 estabelecimentos prisionais em diversos municípios do Estado.

PNAISP

A Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional (PNAISP) tem o objetivo de garantir o acesso das pessoas privadas de liberdade no sistema prisional ao cuidado integral no SUS, a PNAISP prevê que os serviços de saúde no sistema prisional passem a ser ponto de atenção da Rede de Atenção à Saúde (RAS) do SUS, qualificando também a Atenção Básica no âmbito prisional como porta de entrada do sistema e ordenadora das ações e serviços de saúde pela rede.

Deixe seu comentário:

GPSFarcomVereador Professor Júnior GeoGPSSucesso FMBAU(REDE SOCIAL - PORTAL MUSIC)WELLBlog do Felipe de Sá