ISQP  Variação de Consumo
Facebook
19/10/2017 - 17h13m

ARAGUAÍNA

Prefeitura recolhe por mês seis mil sacos de lixo jogado irregularmente nas ruas

Gláucia Mendes/Fotos: Marcos Filho

O acúmulo de lixo nas ruas traz graves problemas ambientais, como alagamentos

Em Araguaína, equipes de limpeza realizam catação de papel, papelão, sacolas, sacos plásticos e outros objetos. O trabalho é realizado todos os dias por catadores que percorrem os setores com sacos plásticos e carrinhos de mão.  São retirados por dia em cada setor, aproximadamente 300 sacos de lixo. Por mês chegam a recolher 6 mil, que são levados para o aterro sanitário.

O diretor do Departamento de Limpeza Urbana, Walteir Fiúza, lembra que a contribuição da população é fundamental para evitar doenças, entupimentos de bueiros e problemas ambientais. “Pedimos a colaboração das pessoas para que não joguem lixo nas ruas. São com gestos simples que ajudam a salvar a natureza, como por exemplo, evitar sacolas plásticas”.

O catador Gilvan Rodrigues trabalha há cinco anos nesta função e conta que já viu de tudo em suas catações nos bairros. “Encontro animais mortos, lixos diversos, muitos cacos de vidro e fraldas descartáveis. Acho que a cidade não fica bonita com tanto lixo espalhado”, comentou.

Setores

As equipes chegam a passar até duas vezes por setor realizando a coleta. Este mês já foram feitos os setores Lago Azul 1 3 e 4, Costa Esmeralda, Monte Sinai, Vila Azul, Sonhos Dourados, Pedra Alta, Nova Araguaína e Xixebal. A coleta continua nos setores Itapuã, Santa Helena, Barros e Araguaína Sul.

Cidade sustentável

O acúmulo de lixo nas ruas traz graves problemas ambientais, como alagamentos. De acordo com o diretor municipal de Fiscalização e Licenciamento Ambiental, Orialle Barbosa, os moradores devem acondicionar o lixo em local de fácil acesso nos dias em que a coleta for realizada.

“Procurar usar o menor número de sacolas, não colocar garrafas pet, sacolas, copos, próximos a bueiros. As latinhas podem ser amassadas, papelão e outros podem ser separados para reciclagem”, orientou.

O diretor acrescentou que resíduos de oficinas e postos de combustíveis, como vasilhames de óleo, estopa e até mesmo o óleo, não é recolhido pela empresa responsável. “O dono deve contratar uma empresa própria para realizar esse recolhimento. Lixos de construção civil também são de responsabilidade do construtor, deve ser acondicionados em contêiner e levados para o Aterro de Resíduos Sólidos, localizado na TO-222, km 5, sentido Babaçulândia”.

Denúncias

A população pode contribuir ainda denunciando depósitos de lixo irregular nas vias públicas ou lotes baldios pelo telefone 3411-7076. Uma equipe do Departamento de Limpeza irá até o local fazer o recolhimento.

O catador Gilvan Rodrigues trabalha há cinco anos nesta função e conta que já viu de tudo em suas catações nos bairros. “Encontro animais mortos, muitos cacos de vidro e fraldas descartáveis.

Deixe seu comentário:

GPSFarcomVereador Professor Júnior GeoGPSSucesso FMBAU(REDE SOCIAL - PORTAL MUSIC)WELLBlog do Felipe de Sá