Energisa é o que liga site
Campanha INTERNET 75 ANOS - AC- TO - AM
Facebook
31/03/2016 - 13h08m

Pai de menina desaparecida é preso suspeito de tráfico de drogas em Palmas

O pai da menina Laura Vitória Oliveira da Rocha, de 9 anos, desaparecida desde o dia 9 de janeiro, foi preso nesta quarta-feira, 30, suspeito de tráfico de drogas. Gênesis Ribeiro da Rocha, de 26 anos, e mais duas pessoas foram flagradas com maconha na avenida Theotônio Segurado, em Palmas. Os três homens estão presos na Casa de Prisão Provisória da capital, local onde o suspeito do desaparecimento da menina também está detido.

O responsável pela investigação do desaparecimento de Laura, o delegado João Sérgio Vasconcelos Kenupp, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), disse que a prisão do pai não pode ser relacionada com o sumiço da garota.

Segundo ele, o principal suspeito continua sendo Ronaldo Santana da Silva, de 40 anos, vizinho da menina. "Eu só comuniquei ao presídio para tomar cuidado e não deixar o pai próximo de Ronaldo", disse Kennup.

Desde quando foi preso, Silva negou envolvimento no caso e disse que só conhecia a menina de vista.

Tráfico de drogas
Gênesis Ribeiro da Rocha, 26 anos, Maurício Coelho Ranzi, 28 anos e Murillo Coelho Ranzi, 26 anos, foram presos durante uma abordagem da Força Tática da Polícia Militar. Eles trafegavam em um carro na avenida Theotônio Segurado, em frente a estação Apinajé.

Com eles, a PM encontrou quatro tabletes de maconha. De acordo com o delegado Guilherme Rocha, os três suspeitos foram levados para a Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc).

"Em diligências complementares, os agentes da Denarc acharam mais droga e balança de precisão na residência de Maurício", informou o delegado.

Segundo Guilherme, Gênesis e Murillo têm passagens por tráfico de drogas. Eles trabalham em uma empresa de segurança, cujo dono é Maurício. Os suspeitos estão presos na Casa de Prisão Provisória de Palmas.

Desaparecimento
A menina Laura Vitória, de 9 anos, saiu de casa por volta das 10h30 do dia 9 de janeiro para ir a um supermercado e desapareceu. Ela mora com a avó na região sul da capital.

Imagens das câmeras de segurança do estabelecimento mostraram quando a menina entrou no local. Ela ficou por alguns minutos e depois saiu com uma sacola na mão. Depois, ela não foi mais vista.

No dia 4 de março, a polícia divulgou a foto do principal suspeito, Ronaldo Santana da Silva. Ele morava no mesmo condomínio onde vive a avó da menina e se apresentou na delegacia no dia 8 do mesmo mês. (G1)

Deixe seu comentário:

1 Comentário(s)

  • Lourdes dos reis jomaa | 06/04/2016 | 16:14 Como pode uma menina sumir assim e ninguém sabe e nem viu será que ninguém daquele bar viu alguma coisa diferente Meu Deus que absurdo
Campanha Institucional Web banner Parte III - Veiculaçãojr(REDE SOCIAL - PORTAL MUSIC)rocha alFesta AugustinópolisBlog do Felipe de SáGPSvalériaBAUarmazém paraíbaSucesso FMDudu a Fora