Facebook
05/01/2018 - 11h41m

SETAS

Municípios do Bico tem até o final do mês para entregá-lo à GSAN o Termo de Aceite dos kits da Agricultura Familiar

Redação

Municípios do Bico do Papagaio tem até o dia 31 de janeiro para entregá-lo à GSAN o Termo de Aceite dos kits da Agricultura Familiar (Foto: Carlessandro Souza)

 

As cidades do Bico do Papagaio que ainda não preencheram o Termo de Aceite, e entregaram à Gerência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (GSAN), da Secretaria do Trabalho e Ação Social (Setas), manifestando o interesse em receber os kits que equiparão as centrais de Distribuição de Alimentos da Agricultura Familiar, tem até o dia 31 de janeiro, para preencherem e entregarem.

Compostos por computadores, impressoras, caixas para armazenar verduras, freezers, ar condicionado, balanças, entre outros, os mesmos são resultados de um convênio de R$5milhões e 700 mil reais, entre a Setas, Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e Caixa Econômica Federal (CEF).

Os equipamentos serão distribuídos conforme a quantidade de habitantes, assim classificados: o primeiro kit irá para 11 municípios com população de até 5 mil habitantes, que são: Angico, Cachoeirinha, Carrasco Bonito, Luzinópolis, Maurilândia do Tocantins, Nazaré, Riachinho, Sampaio, Santa Terezinha do Tocantins, São Bento do Tocantins e São Sebastião do Tocantins; o segundo atenderá 11 cidades entre 5 mil e um a 10 mil habitantes, que são: Aguiarnópolis, Ananás, Axixá do Tocantins, Buriti do Tocantins, Darcinópolis, Esperantina, Itaguatins, Palmeiras do Tocantins, Praia Norte, São Miguel do Tocantins e Sítio Novo do Tocantins; e o terceiro contemplará 3 cidades com mais de 10 mil habitantes, que são: Araguatins, Augustinópolis e Tocantinópolis. Lembrando que os kits possuem equipamentos diferentes, de acordo com a demanda populacional.

Centrais de distribuição de alimentos

As centrais de Distribuição de Alimentos da Agricultura Familiar ou Central de Abastecimento são espaços para recebimento e entrega dos produtos provenientes da agricultura familiar. Esses locais têm como objetivo principal armazenar em condições adequadas os alimentos e conservá-los, evitando assim o desperdício.

Pelo Compra Direta, os produtores da Agricultura Familiar já têm a venda da sua plantação garantida, por meio de um convênio com o Ruraltins que recebe a colheita e armazena os alimentos nas centrais, seguindo da distribuição.

Por sua vez, estes alimentos são enviados às entidades previamente cadastradas nos Conselhos Municipais de Assistência Social de cada cidade, como centro de idosos, creches, Cras, escolas, entre outros.

O Compra Direta é uma ação do Governo do Tocantins que trabalha com a geração de emprego e renda, possibilitando de forma articulada beneficiar agricultores e entidades assistenciais.

Link

As prefeituras podem acessar o site  www.setas.to.gov.br e imprimir o formulário, em seguida entregar na Setas.

Deixe seu comentário:

Vereador Professor Júnior GeoRocha Natal2000 Locações e Transportesrocha al(REDE SOCIAL - PORTAL MUSIC)GPSBAUvalériaSucesso FMBlog do Felipe de Sáarmazém paraíbaDudu a Fora