Facebook
09/02/2018 - 16h32m

EM PALMAS

Justiça determina prisão preventiva e médico Álvaro Ferreira vai continuar preso

Redação

Médico Álvaro Ferreira durante depoimento em Palmas (Foto: TV Anhanguera/Reprodução)

A justiça decretou nesta sexta-feira, 9, a prisão preventiva de Álvaro Ferreira, principal suspeito de matar a ex-companheira Danielle Christina Lustosa, em dezembro de 2017. O médico estava preso temporariamente na Casa de Prisão Provisória de Palmas, mas o prazo da prisão terminava nesta sexta-feira, 9. Agora, vai continuar respondendo ao processo na prisão.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios de Palmas. Álvaro Ferreira foi ouvido duas vezes e chegou a pedir orações pela vítima. Uma ex-namorada dele também chegou a ser presa, mas ganhou liberdade e prestou depoimento três vezes.

Na decisão que prorroga a prisão por tempo indeterminado, o juiz Rodrigo da Silva Perez afirma que há indícios da autoria do crime e que o suspeito descumpriu medidas protetivas contra a vítima.

Além disso, após ser preso dois dias antes do crime por agredir a professora, o médico ameaçou a ex-mulher e anunciou aos demais internos "que caso fosse solto em audiência de custódia mataria a vítima".

Deixe seu comentário:

Campanha ESSE PODER É NOSSOWRGPSFarcomGPSVereador Professor Júnior GeoSucesso FMBAU(REDE SOCIAL - PORTAL MUSIC)WELLBlog do Felipe de Sá