Facebook
29/08/2017 - 10h05m

EM ARAGUAÍNA

Especialista aponta que a sociedade brasileira está carente de alfabetização

Gláucia Mendes / Ascom Prefeitura de Araguaína

Foto: Abdon Barbosa

Centenas de professores participaram nos dias 25 e 26 do 9º Fórum Permanente da Educação Infantil do Tocantins (FEITO), organizado pela Prefeitura de Araguaína, no Centro Universitário Itpac. Com o tema “Alfabetização e Letramento na Infância: diferentes olhares”, o agente técnico do Instituto Ayrton Senna, Adailton Silva Rodrigues, falou sobre a relevância do assunto e da carência da sociedade em ser alfabetizada.

“Hoje nós temos 50% de alunos que deveriam ser alfabetizados no terceiro ano, mas são analfabetos funcionais, ou seja, não interpretam de forma correta. É importante já tratarmos deste tema logo na Educação Infantil, para mudarmos este quadro”, disse o agente.

A professora da Educação Infantil Alessandra da Cruz, que participou do encontro, afirmou que a cada ano o FEITO proporciona novos aprendizados. “O Letramento é uma ferramenta muito importante, o palestrante deu dicas valiosas que podemos aplicar na sala de aula, essa temática é incrível", destacou.

Oportunidades

Foto: Leila Mel

O prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, participou da solenidade de abertura do FEITO no dia 25. Em seu discurso, Dimas disse que a Educação é o primeiro passo para que qualquer cidade esteja organizada.

“Estamos trabalhando para aqueles que vão cuidar de nós no futuro. Essas ações parecem pequenas, mas refletem no trabalho de cada um, o que realizamos no dia a dia. Esse é o principal objetivo do FEITO, buscar ideias novas para aplicar em nossas escolas”, destacou.

O prefeito destacou ainda que mesmo com o momento delicado que passa o País, é possível ter vagas sobrando na cidade. “E isso só é possível porque as pessoas estão envolvidas nesse processo, trabalham e trabalham duro para realizar tudo com êxito”.

O secretário da Educação, Jocirley de Oliveira, citou ainda que o aumento das vagas está associado à qualidade de ensino e melhorias nas avaliações da Educação infantil na cidade.

“As vagas nos centros de Educação Infantil dobraram de seis para 12 mil vagas. Esse número significa que estamos em busca de quantidade, mas com a qualidade, para que todos que sejam atendidos tenham satisfação em ter um filho estudando no Município”, frisou.

Participação

Apresentações culturais, com alunos da Rede Municipal e de outras escolas estaduais e privadas também abrilhantaram a abertura do evento.

Foto: Abdon Barbosa

No segundo dia do evento, a doutora Emília Cipriano continuou falando sobre a temática “Alfabetização e Letramento na Infância: diferentes olhares”. O professor Márcio Bernardes ainda abordou sobre “Laboratório lúdico: o corpo como brinquedo”.

Deixe seu comentário:

WRGPS aulãoFarcomGPS PORTUGUÊSVereador Professor Júnior GeoGPS GANHADORESSucesso FMGpsBAUGps(REDE SOCIAL - PORTAL MUSIC)GPSWELLBlog do Felipe de Sá