ISQP  Variação de Consumo
Facebook
03/10/2017 - 19h44m

ARAGUAÍNA

Comerciantes da Feirinha assinam contrato para iniciar vendas em novo prédio

Gláucia Mendes / Fotos: Marcos Filho (Ascom Prefeitura de Araguaína)

Em reunião, foram apresentados detalhes e horários de funcionamento do espaço. A inauguração acontecerá na próxima segunda-feira, 9

Na tarde de ontem, 2, os comerciantes de Araguaína que realizam atividades na Feirinha assinaram os contratos para receber os novos espaços de trabalho. Com adequações na estrutura, o novo prédio, que fica localizado na Avenida Filadélfia, já está pronto e será entregue aos comerciantes na próxima segunda-feira, 9.

O espaço é provisório, até que o Projeto da Nova Feirinha seja entregue

O espaço é provisório, até que o Projeto da Nova Feirinha seja entregue, e funcionará das 6 às 20 horas com a supervisão da Fundação de Atividade Municipal Comunitária (Funamc). “Hoje, além das assinaturas realizamos a leitura do contrato, para que possam ficar atentos a informações  importantes, como o contrato, que será de um ano e poderá ser renovado caso a Nova Feirinha não fique pronta dentro deste período”, explicou a superintendente da Funamc, Valdirene Cesário.

O prédio conta com 34 boxes, desses já foram sorteados 29: nove açougues, 15 para venda de cereais, três salões e dois lanches.

Ampliando horizontes

José Aparecido dos Santos, 49 anos, disse que espera prosperidade no novo espaço. “Eu morava na Feirinha há 30 anos. Há mudanças para melhor e acredito que aqui vou vender bastante”.

Ele conta que trabalha com a família, tinha dois comércios na Feirinha, uma adega que recebeu indenização e um açougue, que continuará em atividade.

Jacques Souza Pereira também terá um açougue no novo prédio. “Eu estou animado, um local limpinho e organizado. Todos os boxes iguais e padronizados, acredito que teremos mais clientes”, considerou.

Nova Feirinha

O Projeto da Nova Feirinha foi elaborado na época em que o prefeito Ronaldo Dimas ainda era secretário das Cidades do Tocantins, tendo algumas modificações no período de 2013 a 2016, e agora está pronto para a sua execução.

Após 40 anos de abandono, barracos vazios e com riscos de desabamento já condenados pela Defesa Civil já começaram a ser demolidos em junho deste ano. Os outros serão demolidos após término da mudança dos comerciantes para o novo prédio. Ao todo, a Prefeitura realizou 90 audiências com ocupantes da área pública, com 100% de acordos.

A Prefeitura já garantiu recursos federais de R$ 6 milhões para a realização da obra, com apoio da senadora Kátia Abreu, sendo R$ 1 milhão de contrapartida do Município.

Os estabelecimentos funcionarão das 6 às 20 horas, com a supervisão da Fundação de Atividade Municipal Comunitária (Funamc)

Deixe seu comentário:

FarcomVereador Professor Júnior GeoGPSSucesso FMBAU(REDE SOCIAL - PORTAL MUSIC)WELLBlog do Felipe de Sá