Energisa ON
Facebook
09/10/2017 - 15h55m

EM ENTREVISTA A UMA RÁDIO LOCAL

ARAGUATINS: Vereador Miguel do Cajueiro diz: "estão querendo denegrir a minha imagem", sobre acusação de envolvimento a agressão a jovem

Redação

Em entrevista a uma rádio local na manhã desta segunda-feira, 9, o vereador Miguel do Cajueiro negou com veemência o seu envolvimento  em uma confusão ocorrida  no último dia, 6, no Parque de Exposição da cidade de Araguatins, na noite do show do cantor Mano Walter.

Logo após matéria veiculada neste web jornal, onde a vítima, Roger Conrado da Silva, afirmou e relatou ter sido espancado pelo advogado Antônio Edson Rodrigues, vulgo “Pequeno”. As conversas nas redes sociais, grupos de Wahts App  e comentários repercutindo a matéria são de que o vereador estaria também envolvido e que ele também agrediu o barman.

Vereador  nega envolvimento, veja trecho da entrevista:

“São inverdades construídas por aqueles que querem denegrir a imagem da gente, é ruim: a gente sofre porque tem filho, porque tem o pai da gente, todos conhecem minha família, nunca tive problema com polícia, nunca fui preso, vou procurar meus direitos”, Disse.

“Eu não fiz parte, eu peço desculpas toda hora, achei feio os comentários, estou de consciência tranquila”. Finalizou.

Entenda o caso:

O barman Roger Conrado Gomes da Silva, 30 anos, procurou a redação do Bico 24 Horas e acusou o advogado que é assessor jurídico da prefeitura municipal de Araguatins, Antônio Edson Rodrigues, vulgo “Pequeno” de ter o agredido com chutes, murros e cadeiradas, que lhe rendeu um traumatismo craniano leve e fratura nas costelas.

Afirmou também que não teve chance de se defender e que covardemente o agrediram. “O show já havia acabado e já se passava das 4h da manhã, momento em que presenciei um rapaz (apelidado de Pequeno, que eu não conheço), agredindo verbalmente a sua companheira, e eu com a intenção de evitar o pior, tentei apaziguar, pedi para que ele se acalmasse, foi então que ele veio com xingamentos e palavrões, e com ar de superioridade, me perguntou se eu sabia com quem eu estava falando, me deu um murro, cai no chão, e cobriu com chutes as minhas costelas. Logo um bando de homens, que imagino serem amigos dele, veio para cima de mim, sem chances de defesa alguma”. Disse.

Versão do advogado

Entramos em contato com o advogado Antônio Edson Rodrigues, que negou o envolvimento e disse desconhecer o fato, e que não esteve no parque de Exposição na noite do ocorrido.

Deixe seu comentário:

4 Comentário(s)

  • davi | 10/10/2017 | 16:50 vcs estão dizendo que e a favor de acreção ,e pq não foi uma da suas familia.
  • andressa | 10/10/2017 | 07:48 Estava la e participou da briga sim,muita gente viu,tenho certeza que varias pessoas que viram aquele ato de covardia votou em vc ,agora deve ta arrependido,seria mais bonito assumir que errou.nao e homem pra ta brigando,tem que ser mais macho ainda pra asumir.
  • celia | 09/10/2017 | 22:09 Gostei de sua atitude miguezinho gquem não deve não teme
  • Dalva | 09/10/2017 | 17:19 É isso Miguelzinho, que não deve não teme. Parabéns.
Campanha NOVO CANAL TV ALjr(REDE SOCIAL - PORTAL MUSIC)rocha alBlog do Felipe de SáGPSvalériaBAUarmazém paraíbaSucesso FMDudu a Fora