kitnets
Facebook
03/07/2017 - 13h14m

CENOVO

Araguatins: Deputados defendem mudança de paradigma na gestão do Tocantins

Foto: Koró Rocha

Em mais uma reunião da Cenovo, realizada na sexta-feira, dia 30, na cidade de Araguatins, os deputados defenderam mudanças de paradigmas na gestão pública do Estado do Tocantins. Trata-se da necessidade de a administração pública atender às carências sociais de forma cada vez mais eficaz e eficiente.

Diante de uma plateia formada por líderes políticos, educadores, estudantes universitários e agentes sociais da região norte, a Comissão Especial cumpriu a última visita da primeira fase de debates, que irão subsidiar a construção do novo ordenamento econômico, administrativo, social e político para o Tocantins.

O deputado e ex-prefeito de Araguatins, Rocha Miranda (PMDB), afirmou que as reuniões da Cenovo têm o propósito de colher demandas da sociedade para alimentar um projeto de gestão humanizada para o Tocantins. Miranda chamou atenção para a principal demanda da região do Bico, segundo ele, a geração de empregos.

Foi consenso na reunião a criação de mecanismo que estimule a população do Bico gastar seus recursos na própria região. Ocorre que o maior volume de consumo vai para imperatriz no Estado Maranhão e cidades do Pará. Isso impede a geração de investimentos e criação de empregos no extremo norte do Estado.

O presidente da Comissão Especial, deputado Paulo Mourão (PT), esclareceu que a Comissão foi criada para abrir um canal de conversa com a sociedade, a fim de saber quais suas demandas. Dessa forma adquirir subsídios, para construir um novo projeto de desenvolvimento e de gestão governamental.

Para Mourão, um fator negativo na gestão do Estado é não ajudar as administrações municipais em atividades que deveriam ser da alçada do Governo, transferindo aos prefeitos responsabilidades que eles não dão conta de assumirem sozinhos, prática que deixa a comunidade desassistida. O deputado comentou o preceito da Constituição Federal que diz que “o poder emana do povo”, mas segundo sua avaliação não é isso que acontece na prática.

Segundo Mourão a realidade global evoluiu e a administração pública precisa se adaptar a esse novo ambiente, composto de novas exigências sociais, novas tecnologias e novos conceitos de desenvolvimento dos novos tempos. “Hoje as decisões de governos são reféns do mercado financeiro e não se baseiam no desejo das pessoas, por isso necessitamos mudar esse paradigma, adotando um novo padrão de gestão”, apontou.

Mourão acentuou que o levantamento que está sendo feito servirá para embasar o próximo orçamento do Executivo, sendo que na apreciação da matéria pela Assembleia, caso o projeto não atenda a sociedade, será emendado pelos deputados, mediante as sugestões colhidas nas rodadas de debates.

O deputado Osires Damaso (PSC), sub-relator da Cenovo, disse confiar que essa metodologia de ouvir o cidadão, trará mudanças fundamentais na construção das futuras administrações.

Já o prefeito de Araguatins, Claudio Santana defendeu a participação popular na definição das políticas públicas, e determinou o engajamento do seu secretariado na formulação das temáticas propostas pela Comissão da Assembleia.

Como nas demais cidades, em Araguatins após a abertura oficial os participantes foram distribuídos em salas para discutir os sub-temas do projeto, quando foram ouvidas as recomendações da comunidade local.

Ao finalizar a primeira parte do evento, Paulo Mourão anunciou as cidades que serão visitadas no próximo semestre, na segunda etapa da Cenovo. Arraias em 10 de agosto; Dianópolis no dia 11 do mesmo mês; Guaraí e Paraíso do Tocantins nos dias 17 e 18 de agosto, respectivamente. (Elpídio Lopes)

Deixe seu comentário:

jrarmazém paraíbarocha alGPSvalériaBAUSucesso FMDudu a Fora