ENERGISA ON
Facebook
24/09/2017 - 23h24m

GREVE DOS PROFESSORES

Após complicações, dois professores são levados à UPA e deixam greve de fome em Palmas

Talita Melz

Professores foram levados pelo Samu

Dois dos sete professores em greve de fome tiveram que deixar o protesto devido a complicações de saúde neste domingo, 24. Eles foram levados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para serem atendidos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Norte.

Conforme o Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Tocantins (Sintet), a dupla passou mal ao sentir fortes dores no estômago por volta do 12h30. Eles foram atendidos e medicados na Unidade de Saúde e liberados, após assinarem o termo de autorização, por volta das 16h30. “Eles saíram com as famílias e foram para suas casas. Agora eles devem manter-se hidratados e ter outros cuidados repassados pelos médicos”, informou o presidente do Sindicato Fernando Pereira.

Os demais cinco professores seguem com a greve de fome. Os grevistas já estão a mais de 86 horas sem se alimentar. “A greve de fome foi a última alternativa usada para fazer com que o prefeito Carlos Amastha e o secretário Danilo Melo apresentassem proposta concreta para a categoria de profissionais da educação municipal”, diz em nota o Sintet. A greve começou no último dia 5. 

Deixe seu comentário:

Campanha NOVO CANAL TV ALjr(REDE SOCIAL - PORTAL MUSIC)rocha alBlog do Felipe de SáGPSvalériaBAUarmazém paraíbaSucesso FMDudu a Fora